Informações sobre a Expo 2015

Faltam poucos dias para a inauguração da Expo2015 no dia 1 de maio e a cidade já está se preparando. Monumentos e estátuas em restauros começam a serem despidas de andaimes e a gente começa a descobrir uma cidade nova.

Nos próximos dias, a linha M5 do metrô (lilás) abre novas estações e chega até o estádio San Siro. A área do Naviglio ganha a sua Darsena (antigo porto) completamente renovada e novas lojas e restaurantes abrem suas portas a cada semana.

Mas está tudo pronto? Não. Na semana passada, no imenso canteiro da Expo, 7.200 pessoas trabalhavam para finalizar a área. A gente passa ao lado do canteiro e dá um frio na barriga, mas completo ou não, dia 1 de maio tudo terá início.

02-padiglione-italia

Deixo aqui um post simples, mas com algumas últimas informações sobre o grande evento que vai emoldurar a vida de Milão pelos próximos 6 meses.

E que a festa tenha início!!

Bilhetes

Estão a venda no site Expo2015, mas também estarão disponíveis nas bilheterias do local. São vários tipos de bilhetes: dia inteiro, noturno (a partir das 19hs), família, grupos, dias consecutivos.

Para quem escolhe o bilhete com a data aberta, não é obrigatório reservar a data antes de ir, mas é aconselhável: nos dias em que o parque expositivo atingir o número máximo de visitantes, quem não reservou não poderá entrar. O limite máximo de visitantes é de 250 mil por dia e provavelmente esse número nãos erá atingido.

visore_foody

Uma vez reservada a data do bilhete, não é possível modifica-la e nem pedir o reembolso do bilhete.

Eventos

Além da áera em si com os pavilhões dos 147 países partecipantes, alguns deles realmente interessantes do ponto de vista da arquitetura e inovação, como já contamos nesse post, a Expo2015 vai contar também com um calendário cheio de eventos, como as apresentações noturnas do Cirque du Soleil, que preparou um espetáculo especial para o evento, chamado Allavita. Os ingressos são vendidos no site a partir de 25 euros (com entrada a partir das 19h).

Parte do calendário também é formada dos “National Days” , dias inteiros dedicados a um único país. Sei que o do Brasil será em agosto. Assim que eu souber o dia, publico no Facebook do Milão nas mãos.

Como chegar

Para o turista que chegar em Milão de trem ou avião, a melhor maneira para chegar a Expo partindo do centro é usando os meios de transportes públicos.

O acesso a área da Expo2015 pode ser feita com o metrô linha M1(vermelha), descendo na estação Rho Fiera da ou com as linhas de trem suburbanas S5 e S6 e S14 descendo sempre na estação Rho Fiera.

como chegar

O custo do bilhete para essas linhas é de 2,50 euros. O bilhete urbano de 1,50 euro não é válido.

Durante todo o período da Expo, o transporte público milanês vai funcionar os 7 dias da semana por 24 horas.  Baixe o mapa das linhas de metrô e trens suburbanos clicando aqui.

Mapas

Estarão disponíveis nos pontos de informações em Milão, os ExpoGate em frente ao Castelo Sforzesco e também nas bilheterias da Expo.

Você também pode navegar pelo mapa 3D da área clicando aqui .

Mobilidade

Para pessoas com dificuldades de locomoção é possível reservar (no site) cadeiras de rodas, antes da visita ou na entrada. Além disso, toda a área Expo será servida de um micro ônibus gratuito que vai percorrer o perímetro (cerca 5km) e vai efetuar 10 paradas.

É possível baixar o mapa do trajeto e das paradas do people mover em PDF clicando aqui.

Visita com crianças

Mil carrinhos de bebês ficarão disponíveis gratuitamente, mas deverão ser reservados na app que vai ser disponibilizada no site Expo e Chicco.

Serão ao todo 14 nursery para bebês com trocadores e área relax e 10 pontos de restaurantes com comida para bebês, cadeirões e auqecedor de mamadeiras.

Animais

Não será permitida a entrada de qualquer tipo de animal nos espaços da Expo2015. Excessão feita aos cães-guia para não videntes.

O que não pode entrar

Vista a dimensão do evento, os controles na entrada vão ser grandes.

Mais ou menos como as regras de viagem com aviões, será proibido entrar com objetos pontudos e cortantes, tintas, sprays, latinhas de refrigerante, garrafas de qualquer tipo, assim como cartazes, bandeiras, manifestos e folders de propaganda de qualquer tipo.

Leia mais sobre as Expo2015 nos outros 2 posts que escrevemos sobre o evento: A Expo2015 em Milão   e   Expo2015 em Milão: uma questão de pele

Cemitério Monumental de Milão

Quando alguém planeja uma viagem para Milão coloca no roteiro algumas coisas que não pode deixar de ver: o Duomo, Galeria, Teatro Scala, Quadrilátero da Moda, Castelo e algum tempo dedicado as compras. Poucos pensam em visitar o cemitério mais famoso da cidade e um dos mais belos do mundo: o Cimitero Monumentale.

bbpr

Construído em 2 anos e inaugurado em 1866, logo depois da união da Itália, era enorme mas se mostrou logo insuficiente, já que era o primeiro e único cemitério da cidade.

Construído para todos os milaneses, a obra projetada em estilo eclético (porque mistura vários estilos) foi pensada pelo arquiteto Maciachini com um grande monumento frontal, reservado aos personagens mais ilustres da história italiana que morreram em Milão.

Difícil ficar indiferente ao Famedio, entrada principal do cemitério e que foi pensado para ser uma igreja, mas que desde 1870 é destinado a sepultura do escritor Alessandro Manzoni, o filósofo Carlo Cattaneo, o arquiteto Luca Beltrami e poucos outros. Em estilo neo-medieval e coberto por uma abóboda azul, seu nome vem do latim famae aedes ou Templo da Fama.

cemiterio Milao

No grande cemitério milanês estão sepultados personagens como: Giuseppe Meazza (jogador do Inter que dá nome ao estádio de San Siro), Giorgio Gaber (cantor italiano), Francesco Hayez (pintor), os fundadores do Milan e do Inter di Milano, Salvatore Quasimodo (escritor prêmio Nobel), Arturo Toscanini (maestro), Medardo Rosso (escultor) .

Considerado o maior museu de esculturas da Itália, passeando pelas suas ruas (é fácil se perder) se encontram também os monumentos fúnebres de importantes famílias de industriais, como Campari, Falck, Motta, Pirelli e trabalhos realizados por escultores como Butti, Lucio Fontana, Medardo Rosso, Adolfo Wildt e Arnaldo Pomodoro.

cemiterio_mon_milao

Atrás do Famedio, um monumento projetado pelo estúdio de arquitetura milanês BBPR, lembra as 800 vítimas milanesas mortas nos campos de concentração, como um dos B do nome do estúdio, o arquiteto Gian Luigi Banfi, morto em Mauthausen em 1945.

As laterais do cemitério são destinadas, uma aos israelitas e outras aos acatólicos. No fundo do cemitério fica o crematório, primeiro construído na Europa, mas infelizmente hoje abandonado.

Antigamente cemitério de todos os milaneses, hoje são três os critérios para se ter uma sepultura ali: ser famoso, rico ou residente nas imediações.

via_crucis

Se você estiver por aqui com tempo e gosta desse gênero de passeios, não pode perder. Até o final desse ano (2015) a linha M5 do metrô (lilás) deve abrir a estação Monumentale (hoje a estação mais perto é Garibaldi).

Cimitero Monumentale
Piazzale Cimitero Monumentale
De terça a domingo das 8h às 18h
Fechado às segundas (que não sejam feriado)

Noite em Milão: 5 dicas de baladas

Cidade da moda e dos jogadores de futebol, a noite em Milão é sempre em borbulho com os clubs da cidade cheios de famosos, aspirantes a tal, locais e turistas atrás de diversão, gastronomia e boa música.

Um pouco longe dessa vida noturna nesses últimos anos, convidei a paulista Luisa Ziravello para escrever um guest post para o blog, já que ela trabalha como divulgadora de algumas baladas milaneses e administra o grupo no Facebook Lista Gomes Milan Nightlife, onde você pode deixar seu nome para algumas listas e ter descontos nas entradas.

 Não dá para não aproveitar!!  Aqui ficam as dicas de 5 baladas na noite de Milão que você não pode perder. Clique nos links para informações de horários e preços.

 …………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….

Na primavera o que esquenta mesmo é a noite de Milão. São realmente inúmeras opções para se divertir depois do por do sol. Cinco delas são imperdíveis, cada uma com o seu estilo particular e diferente e você vai poder escolher aquela que nunca mais esquecerá. Vamos conferir juntos:

Just Cavalli

Just Cavalli não é só uma balada, mas um ponto de referencia em Milão para eventos de elite, festas, aperitivos e um refinado jantar. Essa é a famosa balada de Roberto Cavalli, aquele mesmo…um dos badalados estilistas italianos. Informações aqui

Noite em Milao

The Club

Esta é na medida certa para quem curte fazer um aperitivo e continuar a noite em uma balada,  quem sabe até de graça. É a que vai até mais tarde (ou se você preferir, mais cedo) na cidade e o cardápio musical varia toda noite. Para um publico de todas as idades,  The Club garante diversão para todos.  Informações aqui

Hollywood

Uma vez que estamos na capital mundial da moda, por que não entrar de corpo e alma no espírito da coisa? É ali que acontecem as melhores festas dos famosos. Como você sabe, fama não tem idade. Dos 18 aos 40 anos você vai se sentir em casa.  Informações aqui

Eleven

Por ficar em umas das ruas mais famosas e badaladas de Milão, Corso Como, a Eleven se da ao direito de ter o melhor preço em comparação as outras sem perder em qualidade. Festas, eventos, e aperitivos começam a esquentar a partir das 19h30 com um publico jovem e atento as noites mais divertidas de Milão. Informações aqui

Old Fashion

Qualquer dia da semana é dia de Old Fashion. Seja para curtir uma balada, como para uma noite tranquila de aperitivo com os amigos. Uma balada localizada no coração de Milão que atende diversos tipos de público. No parque aonde ela fica, Parque Sempione, não tem mal tempo. Quando faz calor a balada é a céu aberto. Na chuva ou no frio, você pode contar com a super proteção do espaço fechado. Informações aqui

dicas noite em Milao

Quem é a Luisa

Sou meio brasileira, meio italiana e venho de São Paulo. Moro em Milão há 3 anos e sou completamente apaixonada por arte, viajar e conhecer o mundo. É durante as minhas viagens que eu alcanço o nível mais alto da minha criatividade. Sempre encontrei muita vida noturna em Milão e nesses 3 anos, fazendo o curso de Comunicação Publicitaria no IED, acabei aprendendo a ver a cidade de Milão não mais com os olhos de uma turista. É por isso que consigo indicar para brasileiros e outros estrangeiros os melhores lugares para se divertir com um preço muito mais acessível. Acesse o grupo Lista Gomes no Facebook .

Fotos: Divulgação

1 2 3 71