philistines

Programação de Setembro a Dezembro 2016

Ainda falta um mês para o fim do verão, mas a medida que a vida por aqui volta ao ritmo normal depois das férias, a vida cultural da cidade vai esquentando a proporção que o frio vai aumentando. A programação de setembro a dezembro 2016 em Milão conta com algumas mostras de arte importantes, sem faltar também os eventos musicais e de moda.

Para quem passa por Milão nesse outono-inverno e quer aproveitar um pouco da vida cultural da cidade.

Restos de época romana nos subterrâneos

Itinerário Milão Romana: o que ver na cidade

Mediolanum. A grande parte dos turistas e mesmo os locais, caminham pelas ruas da cidade conhecida como ‘cidade da moda’ sem saber (ou lembrar) que por quase 200 anos, Milão (chamada pelos romanos de Mediolanum) foi capital do maior império que já existiu por essas bandas de cá.

Feita capital em 286d.C, a cidade que hospedou o então Imperador Massimiano (designado para governar o Império do Ocidente) se embelezou de todos os grande edifícios dignos de uma capital.

praias Itália

Praias na Itália: Castiglione della Pescaia

A praia de Castiglione della Pescaia fica na planície costeira da Maremma, umas das áreas mais interessantes e bonitas da Toscana e em diferentes ocasiões ganhou o título do órgão italiano Legambiente de umas das melhores praias italianas.

Tudo isso atrai milhares de turistas durante o verão, que vão em busca de mar bonito e boa infra-estrutura.

bares cafeterias Milão

5 cafeterias para conhecer em Milão

Quem nunca pensou em um país europeu e em seus cafés e confeitarias, lugares onde se refugiar no inverno para um café da manhã ou só para uma pausa para um cafézinho, cappuccino e um docinho?

Nesse quesito, a Itália não decepciona, com seus ótimos expressos e o melhor cappuccino do mundo (é a terra dele) e suas briochès recheadas de cremes e geléias.

Última Ceia Da Vinci Milao

Itinerário Leonardo Da Vinci em Milão

Quem vem para Milão, mesmo conhecendo pouco a história da cidade, não pode deixar de associa-la ao nome de Leonardo Da Vinci.

O gênio Renascentista não era milanês, mas passou aqui 18 anos na corte de Ludovico Sforza, entre 1482-1500, deixando na cidade a Última Ceia, com certeza a sua obra mais famosa junto com a Monalisa.

Mas percorrer os rastros de Leonardo em Milão não é só se limitar só a conhecer a famosa parede pintada no refeitório do Monastério de Santa Maria delle Grazie.

A cidade está cheia de lugares, mais ou menos conhecidos pelos turistas, que estão ligados ao nome do grande artista toscano.