Mercato Centrale: comer na Estação Central de Milão

Final de fevereiro de 2020 e a Itália parou por causa de um vírus. Dali a pouco, o mundo inteiro também puxaria o freio e a vida seria mais lenta, entre lockdowns mais ou menos rigorosos e escolas, lojas, restaurantes etc., fechados.

Mas Milão catou seus caquinhos depois de mais de 1 ano e fez (está fazendo) o que pôde para se reerguer.

Entre as inaugurações que ficaram esperando para acontecer, estava o Mercato Centrale, o enorme espaço que oferece muitas opções de onde comer na famosa Estação Central de Milão, tão carente de bons restaurantes e lugares onde passar o tempo entre uma chegada e uma partida.

Dicas de 3 bistrôs de restaurantes estrelados em Milão

A oferta gastronômica em Milão é uma das mais ricas da Itália: só come mal em Milão, quem não sabe onde ir.

Nos últimos anos, além do incrível aumento do número de restaurantes estrelados na cidade, que na maioria das vezes não é para o bolso de todos, vimos também o nascer do fenômeno dos “segundos” restaurantes desses chefes estrelados, opções mais em conta, mas com a mesma atenção a qualidade e inovação, em ambientes mais descontraídos.

10 fatos sobre a loja La Rinascente

A loja é uma parte da história de Milão. Milhares de locais e turistas passam hoje, sob seus pórticos, entram para perambular pelas lojas e vitrines de inúmeras marcas ou simplesmente para beber um café, sem saber que sua trajetória começou bem antes de ser chamada de “La Rinascente”.

Pensei então, em reunir aqui, 10 fatos sobre a loja “la Rinascente”, já que pequenas curiosidades são sempre parte de uma grande história.

Camparino in Galleria: o bar da Campari em Milão

Milão é a cidade ideal para os apaixonados pelo famoso bitter (amaro) vermelho. É aqui que fica o Camparino in Galleria: o bar da Campari em Milão e é o único da marca no mundo.

Campari é uma marca que Milão exportou para o mundo inteiro, assim como outros nomes como Armani e Pirelli. Fundado em 1860, o Grupo Campari é líder de mercado na Itália e no Brasil.

Milão e seus bondinhos amarelos

Milão e seus bondinhos amarelos. Junto com a catedral, o “trenzinho” amarelo, aqui chamado de tram, é um símbolo da cidade.

Os primeiros exemplares de bonde em Milão são de 1878 e eram vagões puxados por cavalos. Alguns, operavam em linhas que superavam os limites urbanos da cidade e chegavam outros municípios, viajando por horas.

REDES SOCIAIS

PASSEIOS GUIADOS EM MILÃO

GUIA DIGITAL MILÃO NAS MÃOS – 2022

e-Book Grátis: CLIQUE PARA BAIXAR

HOTÉIS EM MILÃO

POST ÍNDICE

FOTOS EM MILÃO

FOTOS EM MILÃO

OS MAIS LIDOS

OS MAIS PROCURADOS