5 cafeterias para conhecer em Milão

Quem nunca pensou em um país europeu e em seus cafés e confeitarias, lugares onde se refugiar no inverno para um café da manhã ou só para uma pausa para um cafézinho, cappuccino e um docinho?

Nesse quesito, a Itália não decepciona, com seus ótimos expressos e o melhor cappuccino do mundo (é a terra dele) e suas briochès recheadas de cremes e geléias.

Deixo aqui, 5 cafeterias para conhecer em Milão, que vai das mais alternativas e fora do centro, até a mais badalada e grifada em pleno Quadrilátero da Moda. Bom cafézinho!!

Pasticceria Marchesi

A Marchesi histórica fica em Corso Magenta e foi aberta em 1824, mas desde 2015 temos uma filial linda, grifada Prada (que agora é sócia do estabelecimento) em plena Via Montenapoleone.

bares cafeterias Milão

Os preços do serviço à mesa são salgados, o atendimento é no estilo simpátia (sqn) milanesa (pelo menos foi assim no dia que estive lá), mas a decoração e os doces valem a pena se você estiver no humor café glamour. O ‘café da manhã’ da foto abaixo ficou em 20 euros (1 suco, 1 brioche e 1 chá e nada mais).

IMG_6011

O preço alto do serviço à mesa pode ser driblado se você entrar para tomar um café ou cappuccino em pé no balcão. Nada de impede depois de ir até o fundo la loja para espiar as vitrines de bolos, tortas e as prateleiras com as balinhas coloridas.

Pasticceria Marchesi

Via Monte Napoleone, 9 (Aberta todos os dias)

Panini Durini

Eles fazem para mim um dos melhores sanduiches de Milão, mas na parte da manhã croissants, muffins e brownies acompanham os cafés e cappucinos dos milaneses, regados de wi-fi grátis.

Cafeterias_Milao

Os meus preferidos são os o do Corso Magenta e Via Mercato.

Panini Durini

Vários endereços (Abertos todos os dias)

Pavè

Lugar descolado da cidade numa travessa de Corso Buenos Aires, nos finais de semana conseguir uma mesa para o café da manhã é como ganhar na loteria.

Grande empreendimento de 3 amigos de infância, o local não tem quase nada de turistas e muitos locais que ocupam as mesas da decoração feita com móveis antigos que ocupam o térreo e o mezzanino do café.

IMG_3070

Muito amor pelos croissants salgados, a milanesa barbajada (bebida a base de café, chocolate e creme de leite) e pelo panettone, que você pode comer em fatias o ano todo. Muito famosa também é a 160, briochè com geléia de Damasco a 160% (o que quer que isso queira dizer).

De toda essa lista, é a mais cool. Vale o esforço (nos finais de semana…podendo, vá durante a semana).

Pavè

Via Felice Casati, 27 (Fechado às segundas)

Bar Luce

Fora de mão para quem está no centro, a gente vai ao Bar Luce, que fica na Fundação Prada, só porque a decoração é toda retrô e foi toda pensada pelo diretor de cinema Wes Anderson, que se inspirou na Galleria Vittorio Emanuele em Milão.

Cafeteria_Milao_BarLuce

Confesso que estive duas vezes para o aperitivo, mas o bar funciona para café da manhã e almoço e pode ser frequentado mesmo por quem não visita a coleção de arte da fundação.

Uma máquina do tempo.

Bar Luce – Fundação Prada

Largo Isarco, 2 (Fechado às terças)

Illy Café

Quem me conhece um pouquinho e principalmente quem me acompanha pelo snapchat, sabe que eu tento tomar só café Illy quando estou pela cidade.

A marca tem vários bares que servem o seu café, mas o único exclusivo é o da Praça Gae Aulenti, no bairro de Porta Nuova.

Illy-Milao-cafeteria

O melhor café italiano acompanhado de croissants doces e biscoitos na parte da manhã em um ambiente espaçoso e onde ninguém te apressa para desocupar a mesa. Por isso é muito frequentado por locais e pequenos grupos que se encontram para fazer reuniões.

Dotado de wi-fi grátis, tem opções também para o almoço e vende produtos Illy (cafés, cápsulas, xícaras e máquinas de café).

Sem dúvida o meu preferido (pelo café).

Illy Café – Gae Aulenti

Piazza Gae Aulenti, 36 (Aberto todos os dias)

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *