5 motivos para incluir a Lombardia na sua viagem pela Itália

Ainda que Milão seja na maioria das vezes a porta de entrada para muitos turistas que chegam do Brasil, poucos dedicam tempo suficiente para conhecer as belezas naturais e artísticas da região mais rica da Itália, a Lombardia.

Nesses 14 anos de Itália tive a oportunidade de conhecer um pouco da região de deixo aqui os meus 5 motivos para você incluir uma visita a Lombardia na sua próxima viagem a Itália.

As cidades

Não precisa dizer que a cidade símbolo da Lombardia e sua capital é Milão, objeto principal desse blog e minha grande paixão.

hotéis Milão onde ficar

Ainda que seja considerada a menos italianas das cidades italianas, é a “metrópole” daqui, onde as coisas que contam acontecem e já esse seria um motivo para se deixar surpreender por ela. Mas nesse post elenquei outras 20 razões para amá-la.

Mas a Lombardia é região de grandes cidades como a medieval Bergamo e sua cidade alta, Brescia, a renascentista Mântua, patrimônio Unesco com a vizinha Sabionetta, sobre as quais contei nesse post, Pavia e Cremona, cidade dos violinos mais famosos do mundo, o Stradivari, além de graciosos burgos ou vilarejos, como Crespi d’Adda, mostrada nesse post.

unesco italia

Em todas elas, você pode encontrar arte, cultura, natureza e tradição nas medidas certas para passeios maravilhosos.

LEIA TAMBÉM: 15 GRANDES OBRAS DE ARTE E ARQUITETURA PARA VISITAR NA LOMBARDIA

LEIA TAMBÉM: OS PATRIMÔNIOS UNESCO DA LOMBARDIA

Os lagos

Os dois maiores lagos italianos (Garda e Maggiore) ficam em parte dentro da Lombardia e, de Milão, é fácil chegar até eles de carro ou trem para visitar cidades lindas como Sirmione e Desenzano (Garda).

Já completamente lombardo é o famoso Lago de Como, meta de muitos turistas e milaneses no verão e que encanta pela presença das enormes vilas às margens do lago. Além da graciosa cidade de Como, a meta é quase sempre Bellagio e Varenna, sobre as quais escrevi nesse post.

Lago_Como_Italia_Milao

Um lago menor, menos conhecidos pelos turistas, mas inserido na paisagem lindíssima da região de Franciacorta é o Lago d’Iseo.

Se você tiver tempo, reserve uma ou duas noites para um pernoite, senão todos eles podem ser visitados com um bate e volta desde Milão.

A gastronomia

Quem conhece um pouco a Itália, sabe como a gastronomia aqui é rica e diversificada e os pratos mudam muito em poucos quilômetros de distância.

De modo geral, a gastronomia lombarda é feita de pratos substanciosos, muitos deles invernais. Casoncelli, pizzoccheri, risoto com Ossobuco, Polenta com carnes e queijos, massas e risotos com funghi, tripa são só alguns pratos que você pode provar por aqui.

comer na Itália

Quanto as sobremesas, na época do inverno principalmente, você encontra doces feitos com marrom glacês, panettone ou o famoso doce de Bergamo, a polenta osej.

Os vinhos

Sem a fama dos vinhos toscanos e piemonteses, os vinhos lombardos merecem atenção, afinal a Itália produz bons vinhos em todo o país.

Na minha humilde opinião o rei dos vinhos lombardos é o Franciacorta, “espumante” DOCG (denominação de origem controlada e garantida) produzido com método clássico por mais de 100 vinícolas na bela região.

espumante-franciacorta_italia

Se você gosta de vinhos e tem tempo, inclua uma visita com degustação nas inúmeras vinícolas presente no território. Leia o post sobre as vinícolas da Franciacorta aqui.

Mas além do Franciacorta, a Lombardia produz grandes tintos e brancos DOCG e DOC como: Valtellina Superiore, Sforzato di Valtellina, Moscato di Scanzo, Oltrepò Pavese Bonarda, Lugana, Oltrepò Pavese Malvasia, Oltrepò Pavese Barbera, os vinhos no Lago de Garda, Cuterfranca, etc.

As montanhas

Muitas pessoas (geralmente meus clientes) se surpreendem quando me perguntam onde vou esquiar e respondo que na maioria das vezes não vou além de 1 hora 1h30 de Milão, nas montanhas da província de Bergamo ou de Lecco.

As pistas de esqui são bem equipadas e são destinos perfeitos para quem quer encarar um bate e volta de Milão, de carro ou de trem, como contei nesse post.

esqui_italia_Milao

Quem tem tempo para uma viagem mais longa e uma permanência maior pode optar pelas montanhas da província de Sondrio com os mais badalados destinos de Livigno e Bormio.

1 responder

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] nas mãos, por Magê Santos : 5 motivos para incluir a Lombardia na sua viagem pela Itália. Uma das mais importantes regiões italianas, a Lombardia é pouco considerada pelos turistas que […]

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *