A mansões do Lago de Como

As mansões ao redor Lago de Como são um elemento importante da paisagem do lago, que sempre foi meta de veraneio para quem circula aqui pelos arredores. O famoso escritor e historiador Plínio, o Velho (sec. 1 d.C), que era originário do lago, já cantava suas belezas e delícias como lugar ideal para o ócio.

Ao longo dos séculos, as margens do famoso lago foram se enchendo de mansões quase sempre destinadas como segundas casas de famílias ricas da região.

Usadas como cenários de vários filmes, hoje algumas delas viraram hotéis (Villa d’Este – Villa Serbelloni), centro de convenções (Villa Erba), algumas ainda são privadas e outras são abertas para visitação ao público como casas museus e oferecem uma oportunidade aos turistas e locais de imaginarem dias de dolce far niente com vista para o lago.

Para quem tem um pouco mais de tempo durante a visita ao lago, conhecer pelo menos uma das mansões é ir além de vislumbrar a bela paisagem.

As 3 mansões a seguir ficam a poucos metros das paradas do barco que faz a navegação Como – Bellagio.

As mansões costumam fechar durante o inverno. Para informações de horários e tarifas atualizadas, consultem os sites.

Villa del Balbianello (Lenno)

Localizada em uma península do lago, a primeira parte da mansão foi construída no final do século 18 por um cardial para ser um lugar de retiro para ler e escutar música. Sim, ela era menor do que hoje e servia só para isso, já que o cardial tinha outra mansão ali perto (Villa Balbiano).

Com a morte do cardial a mansão passa a vários proprietários, até que em 1988 depois da morte do último deles, a mansão passa ao FAI (Fondo Ambiente Italiano), que faz dela uma casa museu.

Além do famoso terraço, cenário de Star Wars 2 e 007 Cassino Royal, que tem uma vista maravilhosa para o lago, a mansão conta com toda a coleção de arte e livros do último proprietário Guido Monzino, além dos móveis franceses do século 18 e 19.

Um lindo jardim emoldura toda a propriedade e consente ao visitante momentos de relax com uma das vistas mais privilegiadas do Lago de Como.

É possível visitar só o jardim ou jardim + mansão, mas essa última com uma visita guiada obrigatória (os grupos se formam na hora).

Villa del Balbianello – site



Villa Carlotta (Tremezzo)

Outra mansão famosa aberta a visitação, a propriedade foi construída por volta de 1690 como casa de veraneio da família Clerici. O nome Carlotta é da filha do príncipe da Prussia Alberto I que lhe dá a mansão de presente em 1844.

Grande parte da fama de Villa Carlotta vem do seu maravilhoso jardim, considerado um dos mais bonitos da Itália e distribuídos em 8 hectares e ornamentado por azaleias, camélias e outras espécies de flores e árvores distribuídos em um jardim em estilo italiano.

Não deixe de visitar também a mansão, que conserva ainda grande parte de obras de arte como quadros de Hayez e esculturas de Antônio

Villa Carlotta – site

Villa Melzi (Bellagio)

Localizada na ‘badalada’ Bellagio, é até hoje propriedade da família Melzi d’Eril e é a única das três que ainda é privada.

Aberto a visitação é só o jardim em estilo inglês, que além das numerosas flores e árvores raras, é decorado com estátuas, bustos, coreto e até uma capela.

Villa Melzi – site



*Esse post contém link para afiliados (Booking). Para saber sobre nossa política de monetização, clique aqui.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *