Entries by Mage Santos

Uber em Milão: melhor não

Aceito e muito usado pelos brasileiros, o Uber é popular no Brasil e, com certeza, hoje é mais usado do que os táxis por lá.

Aqui na Itália, o serviço não pegou, não é popular entre os locais e não custa menos que os táxis. Ou seja, não é a melhor opção quando se fala de transporte em Milão.

Agenda Brasil 2018: Festival Internacional de Cinema Brasileiro

Esse ano o verão milanês se tinge de verde amarelo. O já consolidado festival de cinema brasileiro na Itália, o Agenda Brasil, chega a sua 7ª edição em Milão de 17 a 29 de julho.

A programação intensa vai contar com 16 longas-metragens, dos quais 14 em competição, apresentados de 17 a 22 de julho no Spazio Oberdan. Ficção e documentários divididos em duas categorias competitivas e votados pos especialistas do setor e pelo público.

A mansões do Lago de Como

As mansões ao redor Lago de Como são um elemento importante da paisagem do lago, que sempre foi meta de veraneio para quem circula aqui pelos arredores.

Ao longo dos séculos, as margens do famoso lago foram se enchendo de mansões quase sempre destinadas como segundas casas de famílias ricas da região.

Para quem tem um pouco mais de tempo durante a visita ao lago, conhecer pelo menos uma das mansões é ir além de vislumbrar a bela paisagem.

Como usar bicicletas em Milão

Milão não é a cidade mais bike friendly da Itália, mas desde que eu comecei o blog, há quase 6 anos, a mobilidade urbana tem sido uma das questões importantes discutidas pelo governo e população.

O primeiro post que escrevi sobre compartilhamento de bicicletas, era a única opção, na época, presente na cidade: o BikeMi.

Mas a cidade mudou e com isso, no último ano, Milão ganhou mais 2 serviços de compartilhamento, dessa vez com bicicletas que podem ser estacionadas em qualquer lugar da cidade (desde que não atrapalhem o trânsito de pessoas e veículos).

Contraste: restaurante estrelado em Milão

Contraste é um restaurante de poucos lugares (35) e que abre só para o jantar, a exceção dos domingos que abre só para o almoço. A lista de espera é de cerca 1 mês e meio, então aconselho a se programarem. No ato da reserva é pedido o número do cartão de crédito e em caso de no show eles debitam 100 euros por pessoa.

Mas vamos ao que interessa de verdade, a experiência gastronômica. O restaurante escolheu por praticamente eliminar o cardápio à la carte e propõe 2 tipos de degustação: uma fixa com 6 pratos + sobremesa e a degustação Il Riflesso (O Reflexo), ou seja, 10 pratos surpresas preparados segundo o gosto do cliente.