La Rinascente: a loja de departamentos milanesa

New York tem a Sak’s e a Bloomingdale’s, Paris tem a Galeries Lafayette, Londres tem a Harrod’s e nós em Milão temos La Rinascente.

A loja de departamentos Rinascente em Milão

A loja de departamentos italiana por excelência, a Rinascente nasceu em Milão no século 19 com o nome de Magazino Bocconi e propunha um tipo de atividade completamente inovativa para a época: a primeira loja de roupas já confeccionadas da Itália. Em um mundo onde existiam só roupas feitas sob medidas por costureiras, era uma coisa realmente nova.

Em 1915 a loja foi completamente destruída por um incêndio e foi o escritor italiano D’Annunzio ao vê-la renascer da cinzas que a rebatizou: La Rinascente.

O interior da loja em 1930 e hoje

Dos anos 20 até e Segunda Guerra Mundial, a Rinascente foi ponto de referência para a moda em Milão. Bombardeada durante a guerra, foi reconstruída como a conheçemos hoje. Há mais ou menos cinco anos atrás, passou por uma radical transformação e apostou tudo nas grandes marcas: Dolce & Gabbana, Armani Collezione, Burberry, Gucci, Kenzo, Just Cavalli e outras marcas estão presentes nos seis andares que hospedam as várias categorias: casa, moda feminina, masculina, infantil, bolsas, perfumes e maquiagem, cama, mesa e banho.

Muito frequentada pelos turistas que visitam a cuidade, principalmente russos, japoneses e chineses, a loja é também frequentada pela Milão abastada que não quer rodar as ruas da moda entrando de loja em loja para fazer compras. No período de Natal e durante as famosas liquidações, a multidão é tão grande que os seguranças coordenam o fluxo nas escadas rolantes.

O design market store no sub-solo

Mesmo que você não tenha intenção de esvaziar sua conta corrente por lá, a minha dica é não deixar de visitar o sub-solo, onde fica o design market store e o sétimo andar, onde o famoso bistrot idealizado no pós guerra, deu lugar a um open space que reúne o food market (com uma variedade de produtos gastronômicos de alta qualidade) e restaurantes que vão do sushi, ao mozzarella bar, hamburgers (de carne de bisão), sanduíches e afins. Alguns deles tem terraços com vista para os pináculos do Duomo e um almoço ou um happy hour vira uma experiência inesquecível.

O food market e restaurantes do 7° andar

Vir a Milão e não dar uma entrada na Rinascente é como não ter conhecido parte da cidade.

Liquidações invernais: as peças must have

Todo ano é assim: na capital da moda, às portas das grandes liquidações de inverno e verão, blogs e revistas de moda começam a redigir a lista das peças must have que milanesas e turistas de passagem pela cidade não podem perder, já que os descontos vão dos 30 aos 50%.

Esse ano não poderia ser diferente e faltando uma semana para o início das liquidações invernais as dicas de compras em Milão passam por roupas e acessórios, de preferência de grandes marcas. Afinal, comprar uma peça importante e clássica, de uma grande grife, pode ser visto como um investimento a longo prazo.

Maxi casaco, chapéu de abas largas e jaqueta bouclè

Como, por exemplo, o casaco over e traspassado, que se fecha como um roupão de Alberta Ferretti, a clássica jaquetinha bouclè, os chápeus de abas largas, que aqui estão com tudo. Para completar o guarda-roupa, um terninho masculino de corte impecável como os de Armani, o maxi-capote Jill Sander e calças cigarette (as da foto são Yves Sant Laurent).

O terno Armani, casaco over e calça cigarette

As dicas de acessórios para esse inverno ficam por conta, entre outros, de bolsas e sapatos com tachas (uma febre por aqui), maxi colares, os confortáveis slippers e os tênis com salto, que também por aqui parecem que vieram para ficar.

Defina seu orçamento, escolha a sua loja, cara ou barata que seja e boas compras!!

It’s 30: loja de departamentos temporária

A primeira loja de departamentos temporária de Milão, dedicada a roupas e acessórios de grandes marcas como Pierre Balmain, C’N’C’, Galliano, Karl Lagerfeld Paris, é o projeto do grupo italiano Ittierre, especializado na distribuição de grandes marcas internacionais.

A loja It’s 30 foi inaugurada na semana passada e vai durar 8 meses. Inserida dentro de um contexto sugestivo como o palácio do século 18 Gallaratti Scotti, roupas e acessórios masculinos e femininos dividem o espaço com afrescos e espelhos.

Se você é louca por umas comprinhas, mais um endereço de luxo na capital da moda.

It’s 30
Via Manzoni, 30

Fotos: Divulgação

Natal em Milão: decoração, feirinhas e concertos

Primeiro de dezembro, rumo ao Natal e, em Milão, Natal quer dizer tradição.

A famosa árvore da Praça Duomo chegou ao local na última quarta-feira, mas só será acesa na próxima sexta-feira, dia de Santo Ambrosio, padroeiro da cidade.

A chegada da árvore na praça na última quarta-feira

Esse ano vai ser realizada e patrocinada pela relojoaria milanesa Gaga e será um pinheiro de 20 metros de altura e 8 de largura, decorado com neve artificial, laços vermelhos e 6.000 luzinhas de baixo consumo energético.

A prefeitura garante que será uma árvore elegante e de grande impacto visual, mas vamos ter que esperar até o dia 7 de dezembro para vê-la pronta e iluminada (prometo fotos).

Na famosa Galeria Vittorio Emanuele, a decoração de Natal desse ano vai ficar por conta da famosa grife Prada, que aproveita para festejar a abertura, em breve, da segunda loja nesse magnífico monumento da cidade.

A árvore do ano passado

Mas o Natal não é só feito de decoração e Milão esse ano propõe a tradicionalíssima feirinha (já existia uma iniciativa parecida no século XVI) Obei Obei, com suas barraquinhas de produtos artesanais espalhadas em volta do Castelo Sforzesco (do dia 7 ao dia 9 de dezembro).

Para a criançada a dica em Milão é o Villagio delle Meraviglie, montado nos Jardins Públicos de Porta Venezia até 6 de janeiro 2013, que oferece espetáculos para as crianças, pista de patinagem no gelo e também uma feirinha típica de Natal.

Feirinha pelas ruas de Milão

O Duomo de Milão também organiza com a prefeitura uma feirinha de Natal em volta da catedral de hoje até o dia 6 de janeiro 2013. Serão 100 barraquinhas vermelhas onde serão expostos e vendidos produtos artesanais e especialidades gastronômicas.

Para fechar com chave de ouro, não poderia faltar o tradicional Concerto de Natal da catedral milanesa, que esse ano será domingo 16 de dezembro, às 19, com estrada gratuita.

Fotos: internet

Liquidações em Milão

Estávamos todos um pouco mais contentes depois de escutar a notícia (não confirmada) de que nesse inverno, as liquidações em Milão começariam antes do Natal para ajudar nas vendas nesse terrível tempo de crise.

A alegria durou pouco. Está mais do que confirmado e divulgado que, como todos os anos, as liquidações milanesas vão começar depois do ano novo, no sábado 5 de janeiro e devem durar 2 meses.

Se você está por aqui, não existe época melhor para comprar pequenos sonhos de consumo com descontos que muitas vezes podem chegar a 50%. A dica é, se possível, aproveitar os primeiros dias: mais passam as semanas e os descontos são maiores, mas a variedade é menor e fica difícil achar tamanhos como P e M.

liquidacoesinvernomilao

Fila na frente da Gucci

 

 

 

 

 

 

 

 

Se a sua meta são lojas das grifes mais badaladas, prepare além da carteira a paciência para ficar do lado de fora (no frio) em uma fila mais ou menos organizada, esperando para entrar.

Boas compras!!