Só sapatilhas

sapatilhas

A loja Only Ballerinas

Louca por sapatilhas? Milão agora tem uma loja dedicada só a esse tipo de sapato feminino: a Only Ballerinas.

Aberta há 2 meses e situada perto do Castelo Sforzesco, a loja é pequena e graciosa, forrada de caixas de sapato (ops! sapatilhas) rosa e decorada com livros espalhados entre um par e outro.

Os modelos são dos mais variados e vão dos clássicos aos com tachinhas, de oncinha, em couro, com laço, em camurça, forradas com pelo e são disponíveis também nas versões infantis. Os preços variam de 75 à 240 euros e a loja trabalha com 3 marcas: Cocorose London, famosa pelas sapatilhas macias e dobráveis vendidas em uma pochet, Pretty Ballerinas e a marca que leva o nome da loja, produzida na Toscana.

As sapatilhas da marca inglesa Cocorose London

Se você é louca por sapatilhas é impossível sair de lá sem uma.

Only Ballerinas
Via Ponte Vetero, 9
 
 

Moleskine City Notebook Milão

Na era dos smartphones e tablets que subistituem agendas e afins, um clássico muito analógico resiste: as cadernetas Moleskine.

Molenskine é o legendário caderninho (agenda, anotações e desenhos) dos artistas e intelectuais europeus: de Van Gogh a Picasso, de Hemingway ao escritor inglês Bruce Chatwin, que antes de partir para a Austrália comprou todos os Moleskine que conseguiu encontrar.

Produzidos por pequenas fábricas francesas que forneciam as papelarias de Paris, no final so século  passado eram praticamente impossíveis de encontrar. Em 1998, graças a um editor milanês, Moleskine finalmente voltou às prateleiras das papelarias e livrarias.

São várias versões com dimensões e páginas diferentes e, para os viajantes, a versão City Notebook.

Desde que comecei a aventura do Milão nas mãos com as minhas peregrinações pela cidade e anotações de dicas, endereços, preços e etc, comprei o meu e não me separo mais.

O City Notebook Milano (mas existem versões de várias cidades) é composto de mapa da cidadepor área, mapa do metrô, índice das ruas, conversor de medidas, 76 páginas em branco para você anotar ou desenhar tudo o que precisa, 96 páginas (com índice) para você catalogar e escrever notas pessoais de restaurantes, hotéis, bares, museus e etc. Para terminar, 32 post-it para deixar mensagens e 12 folhas de acetato para você sobrepor aos mapas e criar os seus itinerários. Ou seja, Moleskine pensou em tudo para você criar o seu guia pessoal da cidade.

O Moleskine City Notebook Milano custa 15,50 euros e é vendido nas melhores livrarias e papelarias da cidade. Eu comprei o meu na Libreria Rizzoli da Galeria Vittorio Emanuele.

Ótimo para quem vem sempre para cá ou para um presente especial.

Muji to Go em Milão

Loja Muji to Go no subsolo da Rinascente

Muji to Go é a loja japonesa que acaba de desembarcar no Design Supermarket da loja de departamentos por excelência de Milão La Rinascente.

É tudo o que você espera de uma loja japonesa: a precisão em uma infinidade de produtos para estudar (cadernos, caderninhos e cadernetas, lápis, canetinhas, canetões, cartões de aniversário e por aí vai), casa, tempo livre, mas o forte da marca são os produtos para viagens. O conceito principal é: compacidade, funcionalidade e comforto.

São uma série de produtos para viajar mais leve (sempre que isso seja possível), que vão dos clássicos frascos para armazenar cremes e shampoos aos impermeáveis (15 euros) que você corta nas mangas e no comprimento para melhor ajustá-los, camisetas e encharpes comprimidas em uma embalagem que vira uma quadradinho (15 euros) e para o público feminino o ótimo multi-cape (49 euros), uma peça versátil para quem viaja, que pode ser usado como echarpe, cardigan, xale, colete e etc. Praticamente um origami, com mil desdobramentos.

Multi cape Muji to Go (49 euros)

Quando passar pela La Rinascente (e você vai passar), dê uma olhada. Coisa de japonês!!

10 Corso Como

Esse é o endereço, esse é o nome da loja. Mas não a chame loja, 10 Corso Como é um concept store e se você está em Milão e quer grifes e design de luxo, nem que seja só para olhar, tem que passar por aqui.

Inaugurada em 1991 por Carla Sozzani (irmã da editora da Vogue italiana e figura carimbada da moda milanesa), é umas das mais (se não a mais) conhecida concept store da Itália: moda, design, uma livraria, uma galeria de arte, um café-restaurante e até um pequeno e exclusivíssimo hotel (3 Romms). Tudo reunido em um espaço aconchegante e muito bem cuidado.

Os preços são para orçamentos sem limites. No departamento feminimo, masculino e acessórios você encontrará marcas como: Balenciaga, Burberry Prorsum, Comme des Garçons, Diesel, Lanvin, Lavenham, Mackintosh, Martin Margiela, Moncler, Moncler Gamme Bleu, Paul Smith, Prada, Alexander McQueen, Balmain, Céline, Junya Watanabe, Lanvin, Marni, Mary Katrantzou, Miu Miu, Moncler, Prada, Christian Louboutin, Converse, Globe-Trotter, Manolo Blahnik, Marc Jacobs, entre outros.

Mas se a intenção não é acabar com sua conta bancária, entre, dê uma volta, olhe, pegue, prove e se no final decidir não levar nada, sente-se para tomar um café, um chá, uma taça de vinho ou até almoçar ou jantar antes ou depois de passar no espaço da galeria (2 andar) para conferir a mostra da vez (grátis).

Comece visitando o site, que já dá uma idéia do estilo refinado da loja e do espírito 10 Corso Como.

10 CORSO COMO
Corso Como, 10
Segunda à segunda das 11.00 às 19.30 (loja)
A galeria e a livraria fecham às segundas pela manhã
e abrem a partir das 15.30. Nos outros dias das 11.00 às 19.30
O bar- restaurante às segunda abre das 18.00 às 01.00
nos outros dias das 11.00 às 01.00