O estádio de San Siro

San Siro em 1926

É difícil de acreditar mas é  o estádio de San Siro na fotografia acima.

A inauguração do estádio, construído pelo então presidente do Milan, Piero Pirelli (sim, o dos pneus) aconteceu em 1926. De propriedade da prefeitura e pensado para receber os jogos “em casa” do Milan, o estádio foi utilizado também pelo Inter só a partir de 1947. O nome original do estádio deriva do bairro onde fica. Desde 1980 é chamado Estádio Giuseppe Meazza, em homenagem do falecido jogador do Inter e 2 vezes campeão do mundo. 30 anos depois o nome mais usado é ainda San Siro.

O estádio foi várias vezes remodernado e ampliado com a construção do segundo anel em 1956: em volta ao corpo do estádio que já existia foi acrescentada(externamente) uma estrutura helicoidal ao antigo estádio, onde foram construídas as novas arquibancadas.

O estádio de San Siro com apenas 2 anéis

Para a Copa do Mundo de 1990, foi construído um terceiro anel e a cobertura de todos os assentos. Mais uma vez o estádio foi concebido como uma caixa sobreposta à estrutura anterior. Uma espécie de matrioska que contém, um dentro do outro, os estádios antigos, característica quase única no mundo dos esportes e exemplo de reutilização do que já existia, técnica de que Milão é mestre desde os tempos antigos.

Hoje San Siro é o estádio de maior capacidade da Itália, com mais de 80.000 lugares e uma das construções mais famosas e prestigiadas do mundo (tanto que foi chamado A Scala do Futebol). Além de jogos de futebol hospeda também shows e outras manifestações.

San Siro hoje

Para o turista estrangeiro o acesso ao estádio durante os jogos de futebol é possível nos lugares onde não é necessário a ‘tessera del tifoso’ (carteirinha do clube). Tenho alguns clientes que usaram o site de compras de bilhetes Biglietti Calcio para comprar ingressos para os jogos  e tudo correu bem, com entrega no hotel. Mas atenção, compre os ingressos onde está escrito que não é necessária a carteirinha.

Uma outra dica para conhecer o estádio é uma visita ao Museu San Siro, que inclui um tour guiado que conta a história do Milan e Inter através de uma coleção de copas, troféus, chuteiras e lembranças de todos os tipos. As camisas históricas de Rivera e Mazzola, mas também de Pelé e Maradona lembram os grandes feitos esportivos que fazem parte das lendas do futebol mundial.

Depois da visita ao museu é possível entrar no estádio para apreciar a originalidade de uma das estruturas esportivas mais bonitas do mundo. Os grupos são conduzidos ao interior de San Siro, percorrendo as arquibancadas, camarotes, sala de entrevistas e os vestiários dos jogadores.

O interior do estádio de San Siro

O Museu abre todos os dias das 10 às 17, em dia que não são previstos jogos e outras manifestações. Consulte site para informações. Os tours guiados saem a cada 20 minutos e são feitos em várias línguas.

Como chegar: em dias de jogos o acesso ao estádio de carro não é possível. A melhor maneira é usar o metrô MM5 (linha lilás) e descer na Estação San Siro

Estádio San Siro
Via dei Piccolomini, 5 
entrada pelo portão 14
Ingressos Museu e tour guiado 13 euros (grátis para menores de 6 anos)
 
Fotos: internet

Dicas de Milão para crianças

Como mãe de filhas pequenas, eu diria que o inverno não é a melhor época para vir para cá com crianças, já que o frio pode ser um problema e também a falta de opção de curtir praças, parques, praias e piscinas com os pequenos.

Mas se as férias escolares de dezembro e janeiro é o único período que você tem para viajar, o jeito é se organizar para fazer programas que satisfaçam os exigentes padrões infantis.

Milão é uma cidade cheia de museus, de todos os tipos, para todos os gostos e é, com certeza, uma das cidades mais ativas na organização de atividades museais para crianças. Existe um site maravilhoso (também em inglês), organizado por uma mãe, é claro, que reúne o calendário das programações dos museus para crianças em várias cidades italianas.

O castelo de Milão visto do alto (foto: internet)

Não são muitos os museus que organizam atividades em outras línguas, mas muitos deles organizam atividades lúdicas manuais e intuitivas e por isso de fácil participação para crianças estrangeiras.

Aqui vão as minhas dicas em Milão para a criançada.

Para começar, o centralíssimo Castelo Sforzesco. Dependendo da idade do seu filho, entrar em um verdadeiro castelo pode ser uma coisa emocionante. O castelo de Milão hospeda vários museus e entre as coleções estão as de armaduras e armas medievais e também um museu de instrumentos musicais antigos e um museu da pré-história. A entrada aos museus para menores de 18 anos é gratuíta.

Armaduras expostas no museu do castelo (foto: Giovanni Dall’Orto)

Bem atrás do castelo, dentro do parque Sempione, fica o Aquário Cívico de Milão. Não é muito grande, mas a entrada é grátis e se você está por alí, vale a pena dar uma passada.

Dentro dos Jardins Públicos em Porta Venezia fica um dos museus preferidos da criançada: o Museu de História Natural, fundado em 1838 e um dos mais importantes museus naturalísticos da Europa. São 23 salas distribuídas em 5.550 metros quadrados de fósseis, minerais, reproduções de habitats, animais empalhados e a famosa sala dos dinossauros. Nós damos uma passada pelo menos uma vez por ano e parece sempre que é a primeira vez. No mesmo parque fica o Planetário de Milão, que mensalmente propõe palestras e exposições dedicadas a crianças acima dos 8 anos.

A sala dos dinossauros no Museu de História Natural

Também para os maiorzinhos a dica é o Museu da Ciência e Tecnologia Leonardo Da Vinci, com salas dedicadas a disciplinas como: astronomia, rádio e telecomunicações, eletrecidade, acústica e pavilhões dedicados aos transportes ferrovíarios e aeronaval.

Mas o nome do museu faz referência ao seu maior tesouro: a maior coleção no mundo de modelos de máquinas realizados a partir dos desenhos de Leonardo da Vinci.

Alí, a atração para a criançada é também o submarino Toti, onde é permitida a visita dentro da estrutura.

submarino milao museu leonardo

O submarino Toti no Museu de Ciências

No Museu Arqueológico a criançada pode se divertir tentando imaginar como viviam os romanos em Milão entre os séculos 2 e 4, quando a cidade foi capital do Império Romano.

A casa museu Poldi Pezzoli é o único museu que oferece gratuitamente um audioguia em inglês para crianças de 5 a 10 anos, onde quem narra o percurso (o mesmo dos adultos) é um simpático fantasminha, Poldo, que mora na casa. Existe também uma versão do audioguia para a faixa de idade de 11 a 14 anos.

Para os meninos ou até meninas ligados no futebol (e que criança brasileira que não é), a dica é o museu do Estádio San Siro, que em muitod dias, compreende também uma espiadinha do interior do estádio. Para conhecer a história desse famoso templo mundial do futebol, leia o post sobre San Siro.

Museu San Siro Milao

O interior do estádio de San Siro

O HangarBicocca é um espaço com exposições de arte bem interessantes e gratuítas (leia o post). A dica alí é o espaço HBKids, que propõe laboratórios nos finais de semana ou as crianças podem simplesmente entrar, brincar, pintar e desenhar.

O espaço para crianças HBKids no HangarBicocca

E para terminar bem o dia eu sugiro um sorvete, um chocolate quente ou até terminar tudo em pizza!!

Fotos: Milão nas mãos e Wikicommons

 
  
Castelo Sforzesco: aberto todos os dias para visitas das 7 às 18 (no verão até as 19)
Piazza Castello, 3
 
Os museus do Castelo Sforzesco
De terça a domingo das 9h às 17h
Bilhete Inteiro: 5 euros – Meia entrada: 3 euros (para maiores de 65 anos com documento)
Grátis: menores de 18 anos –  às terças-feiras depois das 14h e todos os outros dias das 16.30 às 17.30 (com acesso até as 17h)
 
Aquário Cívico
Parco Sempione (atrás do Castelo)
De terça a domingo das 9h às 13h e das 14h às 17.30h
Bilhete Inteiro: 5 euros – Meia entrada: 3 euros (para maiores de 65 anos com documento)
Grátis: menores de 18 anos 
 
 
Museu de História Natural
Corso Venezia, 55
De terça a domingo das 9h às 17h
Bilhete: Inteiro: 5 euros
Grátis: menores de 18 anos,  às terças-feiras depois das 14h e todos os dias na última hora
 
Museu de Ciência e Tecnologia Leonardo Da Vinci
Via San Vittore, 21
De terça a sexta das 9.30h às 17.30h – Sádados e domingos até as 18.30h
Bilhetes: grátis crianças até 3 anos
Inteiro: 10 euros – 7 euros (crianças de 3 a 13 anos, acompanhadas de 1 adulto)
 
Museu Arqueológico
Corso Magenta, 15
De terça a sexta das 9h às 17.30h
Bilhetes: grátis para menores de 18 anos
Inteiro: 5 euros
 
Museu Poldi Pezzoli
Via Manzoni, 12
Fechado às terças, nos outros dias aberto das 10h às 18h
Bilhetes: grátis para menores de 10 anos
Inteiro: 9 euros – 6 euros (de 11 a 18 anos)
Audioguida para crianças (em italiano e inglês): grátis
 
Estádio San Siro
Via dei Piccolomini, 5 
entrada pelo portão 14
Ingressos Museu e tour guiado 13 euros (grátis para menores de 6 anos)
 
HangarBicocca
Via Privata Chiese, 2
De seg á qua: fechado
De qui à dom: das 11.00 às 23.00
Ingresso gratuito

 

Serviços em Milão com parceiros

Para quem vem a Milão, oferecemos alguns serviços com parceiros conhecidos e testados.

É o caso do transfer do aeroporto de Milão e do Teste Drive de Ferrari, oferecidos pela Vanessa e o Kleber, que são brasileiros e que proporcionam um serviço diferenciado e muito simpático.
Para quem não quer renunciar a um pouco de compras e precisa de uma ajuda, a Claudia, italiana com coração brasileiro, oferece um serviço de consultoria de imagem e personal shopper em Milão.
Se interessou por alguma coisa? Tudo o que você precisa fazer é nos mandar um email para receber o contato dos parceiros.