Dicas de Milão grátis…ou quase

É normal achar que uma cidade como Milão seja cara, principalmente para o turista brasileiro, que quando vê os preços das coisas, logo faz a conversão em real. É claro que aqui, mas como em qualquer outra cidade do mundo, você pode fazer refeições de 100 euros por cabeça, comprar roupas e bolsas por 1.000 euros e por aí vai.

Mas também existe, como em qualquer outra cidade do mundo, a Milão grátis ou barata, sem por isso perder em qualidade. São os casos de alguns museus maravilhosos na cidade ou até de certas comidinhas gostosas que, para você experimentar, não precisa esvaziar a carteira.

Deixo aqui as minhas dicas de Milão grátis e barata, para ninguém dizer que veio à cidade e não aproveitou porque estava com pouco dinheiro.

 

ARTE E CULTURA DE 0 A 5 EUROS

Aquário Cívico

Uma boa opção para quem está com crianças  ou simplesmente passeando pelo parque Sempione, já que o aquário fica praticamente dentro dele.

Preço: 5 euros  (inteiro) – 3 euros (reduzido) – over 65 anos, universitários com carteirinha
Grátis: menores de 18 anos, 1 hora antes de fechar e as terças-feiras depois das 14hs
De terça a domingo das 9h às 13h e das 14h às 17.30h
Parco Sempione (atrás do Castelo)

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….

Casa Museu Boschi Di Stefano

Pouco conhecida pelos turistas e até mesmo pelos locais (uma pena!!), é umas das quatro casas-museus de Milão, a Boschi Di Stefano reúne desde 2003, mais de 200 obras contemporâneas de artistas italianos da coleção do casal mundano Antonio Boschi e Marieda Di Stefano. As obras são exposta em dez ambientes no apartamento dos anos 30  onde eles residiram e conserva ainda alguns móveis.  Quem estiver pela zona de Corso Venezia, vale dar uma desviada um pouco para dentro, para conhecer essa maravilhosa coleção.

casa-museo-boschi-di-stefano

Grátis
De terça a domingo das 10 às 18
Fechado 1 janeiro, 1 maio, 25 dezembro e todo o mês de agosto
Via Jan, 15

 ………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

Galleria Carla Sozzani

É a galeria da irmã da editora da Vogue Itália e que fica no andar de cima da badalada concept-store 10 Corso Como. Tem sempre mostras de arte ou fotografia. Confira o site  para saber a programação.

Grátis
 Segundas: 15.30 – 19.30
Terças à sábados: 10.30-23.00
Domingos: 10.30 – 19.30
Corso Como, 10

 …………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………

GAM

A Galeria de Arte Moderna de Milão fica na maravilhosa Villa Reale da cidade, do século 18 e vale a visita pelas obras, pelo palácio e pelo gracioso jardim na parte posterior.

milão grátis barata

Preço: 5 euros  (inteiro) – 3 euros (reduzido) – over 65 anos, universitários com carteirinha
Grátis: menores de 18 anos, 1 hora antes de fechar e as terças-feiras depois das 14hs
De terça a domingo das 9 ás 13 e das 14 às 17.30
Fechado as segundas,  1 janeiro, 1 maio, 25 dezembro
Via Palestro, 16

 …………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………

Hangar Bicocca

O espaço expositivo do grupo Pirelli é um dos mais interessantes da cidade e já falamos sobre ele nesse post. Hospeda instalações temporárias e obras permanentes, como os 7 Palácios Celestes de Kiefer. Eles também oferecem um espaço Kids e o bom restaurante Dopolavoro.

Grátis
De seg à qua: fechado
De qui à dom: das 11.00 às 23.00
Via Privata Chiese, 2

 …………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………

Igrejas

Não se paga para entrar nas igrejas milanesas (no máximo existe o pagamento para o acesso a algumas capelas e mosaicos) e muita gente não sabe, mesmo os locais, que as muitas igrejas milanesas (a cidade perde em número só para Roma) são verdadeiros museus. Quadros e afrescos de pintores importantes e quase sempre desconhecidos do grande público, embelezam as construções eclesiástica da cidade.

Deixo aqui, uma pequena lista das que são mais interessantes (para mim): Santa Maria em San Satiro, San Fedele, San Giuseppe, Santa Maria della Passione, San Lorenzo, Sant’Ambrogio, Sant’Eustorgio, San Simpliciano, San Maurizio, San Marco… só para citar algumas.

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….

Museu 900

Um dos mais recentes museus da cidade, foi criado para abrigar as obras quase exclusivamente de artistas italianos que cobre todo o século 20 (por isso o nome do museu).  Situado na Praça Duomo, vale a visita.

Grátis: Menores de 25 anos  e todos dos dias a partir de 2 horas antes do fechamento do museu.

 
Preço: 5 euros  (inteiro) – 3 euros (reduzido) – over 65 anos, universitários com carteirinha
Grátis: menores de 25 anos,
Segunda: 14.30 às 19.30
Ter, Quar, Sex, Dom: 9.30 às 19.30
Qui e Sab: 9.30 às 22.30
Piazza Duomo  (entrada na Via Marconi, 1)
 
………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….

Museu Arqueológico

Museu municipal que reúne os restos arqueológicos de quando a cidade era chamada Mediolanum e era capital do império Romano do Ocidente. Além do museu, a parte posterior abriga um dos poucos restos romanos em superfície da cidade: a torre de Ansperto, uma das torres colocadas nos ângulos do Circo Romano.

Preço: 5 euros  (inteiro) – 3 euros (reduzido) – over 65 anos, universitários com carteirinha
Grátis: menores de 18 anos, 1 hora antes de fechar e as terças-feiras depois das 14hs

De terça a sexta das 9h às 17.30h
Corso Magenta, 15

 …………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………

Museu História Natural

Um dos mais importantes da Europa, é o preferido da criançada. Fica dentro do parque Giardini Pubblici, em Corso de Porta Venezia e reúne coleções de fósseis, reproduções de dinossauros e habitats naturais.

Preço: 5 euros  (inteiro) – 3 euros (reduzido) – over 65 anos, universitários com carteirinha
Grátis: menores de 18 anos, 1 hora antes de fechar e as terças-feiras depois das 14hs

De terça a domingo das 9h às 17h

Corso Venezia, 55

 …………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………

Museus Castelo Sforzesco

O castelo da cidade (que tem acesso gratuito) hospeda uma série de museus municipais de grande importância nas salas que constituíam a residência ducal na época do Renascimento.  Se você tiver tempo, o bilhete dá direito ao acesso de todos eles. Os mais importantes? A Sala onde fica a Pietà Rondanini (na Praça das Armas), Museu de Arte Antiga (Sala dele Assi afrescada por Da Vinci), Pinacoteca, Museu dos Instrumentos Musicais.

pieta michelangelo milao

Preço: 5 euros  (inteiro) – 3 euros (reduzido) – over 65 anos, universitários com carteirinha
Grátis: menores de 18 anos, 1 hora antes de fechar e as terças-feiras depois das 14hs
De terça a domingo das 9h às 17h
Piazza Castello
 …………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………

Parques

Você não paga nada para entrar, sentar, descansar e apreciar o momento ou fazer um pic nic nos vários parques da cidade. Na primavera ou verão, não tem programa melhor. Escolha o seu lendo esse post.

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….

Feira de Antiguidades

Para quem gosta, um prato cheio. Não custa nada passear entre as barraquinhas que oferecem de objetos, a móveis e roupas.  As mais famosas da cidade, são a de Brera (terceiro domingo do mês, exceto agosto) e a dos Navigli (último domingo do mês, exceto agosto).

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….

COMER E BEBER ATÉ 5 EUROS

Bares

Em qualquer bar em Milão você toma um cappuccino e come uma briochè (croissant doce) por cerca de 2.60-2,80 euros. Um café custa 1,00 euro na maioria dos bares.

capuccinomilao

Atenção nos bares do centro, porque neles, esse valor muda quando você se senta à mesa. Alí um café que custa 1,00 euro em pé no balcão, pode custar até 3,50 euros se você sentar.

Sorvetes

Como o sorvete italiano não existe e sobre eles eu já falei nesse post. Na grande parte das sorveterias, uma casquinha ou copinho com 2 sabores custa 2,50 euros.

Luini

O panzerotto do Luini (uma especie de risoles grandão recheado com mozzarella e tomate) é o mais famoso de Milão. Em época de alta temporada e nos finais de semana, tem fila na porta. Sempre quentinho, você compra e saí andando comendo, porque eles não tem mesas.

Um panzerotto e um refrigerante saí por cerca de 4,50 euros, tudo isso em pleno centro de Milão, aos pés do Duomo. Quem quer saber de McDonalds?

Sanduíches

Se você gosta de frios e queijos, saiba que a maior parte dos bares, mesmo no centro, vendem panini (sanduíche em italiano) por cerca de 4,00 euros.

Mais temos também lugares históricos como a Paninoteca (Galleria Buenos Aires, 13) que fica aberta até as 2 da manhã e vende sanduíches bombásticos a 3,60euros e o templo do movimento paninaro em Milão, o Margy Burger (Piazza Santo Stefano, 2), lanchonete como aquelas que quase não se vê mais com hamburgers a partir de 3,40 euros.

Pizzas

Em vários “fornos” milaneses, que são uma espécie de padaria que vendem pizzas e focaccias, você vai achar pedaços por cerca de 3,50-4 euros.

Mas Milão tem uma pizzaria que vende pizza em pedaços, tão histórica quanto polêmica, já que tem quem ame e quem odeie, talvez pelo serviço, que é quase mal educado e apressado: Spontini. Alí, quando você acaba de comer, os garçons literalmente te colocam para fora (comentários no Tripadvisor). Tem quem diga que é a melhor pizza em pedaços de Milão, mas essa má educação para mim não é justificada e me cansa.

Milão barata e gratis

Hoje eles tem várias lojas (consulte o site também para os horários) como a do centro, pertinho da Galeria, mas a que realmente faz parte da vida nos milaneses é a de Corso Buenos Aires, 60. Pedaços de pizza abundantes 5 euros.

…………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

TRANSPORTES

Não vou cansar de dizer que a melhor maneira de conhecer Milão, é a pé. É dessa maneira que você pode, de repente, entrar em uma ruazinha charmosa e pensar que foi parar em uma outra cidade.

Mas se caminhar não é o seu caso ou se você quiser mais rapidez na locomoção, saiba que o bilhete de metrô urbano em Milão custa 1,50 euros e vale para uma viagem mais 90 minutos de integração com ônibus ou bondinho. Se você acha que vai usar mais de 3 bilhetes em 1 dia, compensa comprar o diário (giornaliero), que custa 4,50 euros e tem duração de 24 hs a partir da hora de validação.

Para quem gosta das duas rodas, se locomover pela cidade com o sistema de compartilhamento de bicicletas BikeMi  pode ser a pedida. Para o turista, o sistema de registro no site para obter a senha pode parecer complicado (aliás, eu acho que a empresa de transportes ATM  poderia melhorar isso), mas nesse post, você fica sabendo tudo.

*Esse post contém link para afiliados (Booking). Para saber sobre nossa política de monetização, clique aqui.

Procurando hotel em Milão? Leia o post com dicas de hotéis por bairro e reserve usando o Booking, clicando aqui.

Siga o Milão nas mãos no Facebook, Twitter e Google +

14 respostas
  1. sione says:

    Em agosto do ano que vem, vamos em 3, eu, meu marido e uma filha de 4 anos.. da pra pegar trem ou onibus pra ir em veneza e fazer um bate volta ou tenho q alugar um carro?

    Responder
  2. marilda says:

    adorei seu Blog, quero dicas de Milão estou indo em Abril para a feira de Desing ,existe mais algumas feiras e quero saber se consigo comprar os bilhetes com preço mais acéssivel e tb se tem algum tipo de hospedagem ,tipo pensão ou alguém que aluga quarto, desde já agradeço, Marilda

    Responder
    • Mage Santos says:

      Durante o Salão tem só o Salão…
      Os bilhetes custam o que está no site… não existem reduções…
      Qto a hospedagem, provavelmente vc já vai ter dificuldade de encontrar…
      Pesquise no post com Dicas de hotéis…
      Boa estadia!!

      Responder
  3. Frederico Bentes says:

    Parabéns pelo blog, suas dicas são bem legais e muito valiosas.
    Estou indo passar uma temporada na Itália e tenho certeza que será de grande ajuda suas dicas.
    Beijos

    Responder
  4. suely says:

    oi Mage tudo bem? sou de são Paulo e estou indo para Milao no final de mês de abril/2014 estou indecisa no que vestir…você pode me dar umas dicas.e também como gosto muito de caminhar o que você me aconselha a usar não pretendo pegar onibus…..e o tempo você sabe me dizer como é o tempo no final do mês de abril e começo de maio…..grata suely

    Responder
  5. Luciana says:

    Olá Mage como vai? Primeiramente Parabéns pelo Blog, é demais!! Estou pensando em ir para Milão em novembro mas estou receosa com o frio. É muito frio? Sei que sempre tem coisa boa para fazer basta estarmos abertos para o que der e vier. Mas me conta mais um pouco de Milão em novembro. Obrigado. Bjsss from Brasília!

    Responder
    • Mage Santos says:

      Cara Luciana!
      Fico muito feliz que você ache o blog “demais”… Ele é pensado e feito para ajudar as pessoas como você, que visitam a cidade pela primeira ou enésima vez.
      Novembro em Milão…Sim, o frio já começa a se fazer sentir. Não é dezembro, nem janeiro, nem fevereiro (que são beeem piores), mas já tem que usar casacos
      e roupas mais pesadas.
      Como atividades, se vocês pegarem dias de sol, dá pra passear, senão a sugestão é aproveitar os museus, as lojas, os cafés e restaurantes.
      Não se preocupe porque você não vai se entediar…
      Boa estadia em Milão!
      Magê

      Responder

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] procura acha. Nem todas as belezas precisam ser pagas para serem admiradas! Em Florença, Roma, Milão, Veneza temos diversas atrações com entrada completamente grátis todos os dias do ano, não […]

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *