Hotel Diurno Venezia: um spa dos anos 20 em Milão

Milão sempre à frente no tempo. Em uma época onde o conceito de SPA não era conhecido, a cidade oferecia aos seus moradores e aos viajantes de passagem um serviço muito parecido ou até melhor.

Serviço de cabeleireiro para senhoras, barbeiro, manicure, engraxate, banheiros, duchas, banheiros de luxo com banheiras, termas, serviço de bilheteria ferroviária, lavanderia, lounge, uma agência de turismo, um banco, guarda-volumes…

Esses eram os principais serviços oferecidos pelo Albergo Diurno Venezia, uma pérola da arquitetura e decoração Liberty que funcionou por décadas em Piazza Oberdan, onde hoje fica a estação de metrô de Porta Venezia.

unnamed3

Já tinha ouvido falar da estrutura há anos e era um dos meus sonhos poder conhece-la. Nos últimos meses, a Prefeitura (proprietária) e a instituição cultural italiana FAI, limparam o local e o abriram ao público em poucas aberturas excepcionais. Foi em uma dessas aberturas que há algumas semanas eu conheci o lugar.

Construído entre 1923 e 1925, o espaço de 1.200 metros quadrados foi inaugurado em 18 de janeiro de 1926 e era formado de 2 partes: as termas, que ocupavam a maior parte do cumprimento e eram divididas entre femininas e masculinas com banheiros de luxo e simples e o salão dos artesãos com todos os serviços de beleza. A iluminação ficava por conta de elegantes claraboias que deixavam a luz de fora penetrar no lugar.

O cuidado com a escolha dos materiais de grande qualidade como mármore e um azulejo especial que não tinha rejunte e não acumulava a umidade, mostra o nível do estabelecimento.

A belíssima a decoração interna, em estilo Liberty, foi projeto do renomado arquiteto milanês, Piero Portaluppi, o mesmo que anos mais tarde iria construir e decorar a linda Villa Necchi Campiglio, não muito longe do Albergo Diurno Venezia.

Banner_parceiros

O Albergo Diurno foi aberto para atender principalmente os viajantes que chegavam em Milão na vizinha estação de trem, que ficava na Praça Republica (a Stazione Centrale só iria ser construída anos mais tarde), já que os trens a vapor da época impregnavam os viajantes. Mas o estabelecimento também era frequentado por milaneses que não tinham banheiro em casa (coisa não rara na época em certas casas mais populares).

Com a mudança de hábitos na sociedade, o Albergo Diurno foi perdendo a sua importância junto com os clientes, ainda que boa parte dos profissionais de beleza ficaram ali até meados dos anos 90. O último barbeiro, deixou o local em 2006.

O ambicioso projeto de restauração do Albergo Diurno é de 8 milhões de euros, então fica difícil saber o que será dele daqui para frente.

unnamed

O Diurno Venezia não era o único estabelecimento do genêro em Milão, antes dele foi inaugurado na Praça Duomo, o Albergo Diurno Cobianchi, que para a Expo foi reaberto em forma de lounge, com só a parte da frente com a decoração em madeira preservada.

Milão conta ainda com cerca de 19 estabelecimentos desse tipo, alguns mais ou menos luxuosos que o Albergo Diurno Venezia e cerca de 7 deles subterrâneos.

Quem sabe se um dia, turistas e locais poderão conhecer pelo menos algum deles e descobri aquela Milão secreta da qual eu tanto falo.

Clique nas fotos da galeria para aumenta-las.

4 respostas
  1. Priscilla says:

    Mage, cá estou eu planejando a minha viagem para a Itália e percebo que estarei em Milão no feriado do dia 1 de maio e como passarei pouco tempo por aí fiquei sem saber o que fazer.. Chego dia 30 de abril por volta de duas da tarde, havia planejado conhecer Milão em um dia e meio, o dia da chegada e o dia 01/05, no dia 02 iria para o lago de Como, e dia 03 partiria para Veneza. Seria melhor ir para o Lago de Como no feriado do dia 01 e deixar Milão para o dia 02? Preciso de um help!

    Responder
    • Mage Santos says:

      Priscilla,

      Dia 1 de maio tb é feriado em Como… Eu não acho que tenha tanta diferença. Muita coisa fecha e o transporte pode ser complicado tb. Então fique em Milão, que é mais fácil de vc andar a pé e vá a Como no outro dia. Com certeza em Milão, igrejas e alguns museus estarão abertos, então vc não vai ficar sem fazer nada.

      Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *