Hotel Savoy: vivenciar Florença como no Grand Tour

A Itália, desde sempre, foi meta de viajantes do mundo todo. Terra originária de um dos maiores impérios de todos os tempos, na idade medieval foi atravessada por peregrinos a caminho de Roma e da Terra Santa.

Além de sua beleza natural e de seus conhecidos monumentos, foi berço profícuo de grandes artistas no famoso período Renascentista.

E assim, a partir do século XVII, até às portas do século XIX, a Itália voltou a ser “invadida” por jovens aristocráticos e abastados europeus, principalmente ingleses, que escolhiam o país para os chamados Grand Tour.

Rito de passagem para os jovens, o Grand Tour era uma viagem de instrução, que podia durar até dois anos e o principal objetivo era entrar em contato com as artes clássicas italianas e conhecer cidades de riquezas históricas.

Entre todas as cidades a serem visitadas, Florença se destacava por proporcionar aos jovens viajantes o contato com as mais belas obras do Renascimento Italiano, além de suas praças e ruas acolhedoras banhadas pelo rio Arno e sua Ponte Vecchia.

E foi em Florença, que eu e a Isabela do blog Itália per amore, tivemos o prazer de sermos recebidas pelo tradicional Hotel Savoy para o encerramento da primeira temporada do projeto para o Instagram: Grand Tour das Coisinhas

Hotel Savoy

Localizado na centralíssima Piazza della Repubblica, uma das mais elegantes da cidade, o Hotel Savoy foi construído em 1893 com o projeto do arquiteto Vicenzo Micheli, o mesmo que projetou o arco monumental dos pórticos da praça.

Em abril de 2018, o Hotel Savoy foi reinaugurado depois de seis meses de reestruturação, que privilegiou a elegância sem esquecer a tradição florentina, envolvendo a prestigiosa casa de moda florentina Emilio Pucci para assinar os novos ambientes, desde o lobby, o bar restaurante até os quartos e suítes.

O Hotel Savoy de Florença é parte da rede Rocco Forte Hotels, rede proprietária de outros 10 hotéis de luxo na Europa e na China.

Uma estadia alla Grand Tour

Nossa estadia foi breve, mas extremamente prazerosa e permeada de muita gentileza e presteza.

Chegamos cedo e, depois de um rapidíssimo check-in, como a nossa suíte ainda não estava pronta, fomos levadas para o bar restaurante Irene para um drink. O elegante espaço é também aberto ao público como bar e restaurante no almoço e jantar, além de ser usado para servir o café-da-manhã aos hóspedes.

Depois de terminar o drink nos acompanharam a uma das quatro Grand View Suites. Com 105 mq todas têm vista para a Piazza della Repubblica e são divididas em três grandes ambientes decorados pela designer Olga Polizzi: sala de estar, sala de jantar e o quarto com o banheiro todo em mármore.

As grandes janelas proporcionam uma iluminação natural que valoriza a decoração da suíte com papéis de paredes florais, móveis feitos sob medida por artesãos florentinos, estátuas de cerâmica e livros.

Ainda que a gente saiba que lá fora exista uma Florença para explorar, a suíte te lembra que ficar no hotel também é um prazer.

Mais espaçosa do que as Grand View Suites, só a Duomo Presidential Suite, que tivemos a oportunidade de conhecer na manhã seguinte, antes da nossa partida. São 152 mq com a vista para a cúpula mais linda no mundo: a famosa cúpula de Brunelleschi.

O Hotel Savoy ainda conta também com quartos menores, a partir de 25 mq, além de uma academia muito bem equipada e reservada aos hóspedes.

Se hospedar no Hotel Savoy enriqueceu nossa experiência na nossa vista a uma cidade como Florença, já que o hotel também espelha o melhor da cultura e do modo de viver florentino.

REDES SOCIAIS

PASSEIOS GUIADOS EM MILÃO

CONHEÇA O GUIA MILÃO NAS MÃOS

e-Book Grátis: CLIQUE PARA BAIXAR

HOTÉIS EM MILÃO

POST ÍNDICE

FOTOS EM MILÃO

FOTOS EM MILÃO

OS MAIS LIDOS

OS MAIS PROCURADOS

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *