O Museu do Duomo de Milão

Depois de 5 anos de portas fechadas para os trabalhos de restauração interna e de renovação do percurso expositivo, a cidade reinaugurou no dia 4 de novembro o grande museu dedicado a história de seu símbolo: o Museu do Duomo.

Aberto pela primeira vez em 1953, o museu reúne e expõe 626 anos da história da catedral milanesa através de esculturas, moldes, rascunhos, documentos  e relíquias.

Uma vez escutei uma guia que disse: as pessoas deveriam visitar os museus das catedrais para entender a suas histórias. Nada mais verdadeiro.

O percurso, que inclui 26 salas,  começa com as peças que compõe o tesouro da catedral e apresenta uma série de crucifixos, cálices e candelabros feitos de ouro, prata e bronze, alguns deles cravejados de pedras preciosas. Confesso que não é a minha parte preferida e passei pelo ambiente mais maravilhada com as paredes e abóbodas medievais do antigo Palácio Ducal (hoje Palazzo Reale) descobertas durantes os restauros. No começo estranhei a pouca iluminação, que deixa os ambientes em penumbra, mas logo entendi que direcionar a luz às obras as coloca em primeiro plano.

 

Museu Duomo Milao

Assim que se deixa para trás a parte do tesouro, em ordem cronológica começa a viagem pelas esculturas originais de mármore da catedral. Sim, porque o delicado mármore de Candoglia se corroí muito fácil e as estátuas e revestimento da catedral são trocados a cada 30 anos mais ou menos.

Assim, temos a primeira estátua colocada sob um pináculo no final do século 15 e conhecida como estátua Carelli (nome do seu patrocinador) que personifica o então senhor de Milão, Galleazzo Visconti, nas vestes de São Jorge (sem cavalo).

Milao Museu duomo

Dalí em diante são várias salas dedicadas as decorações externas e internas da catedral, incluindo as minhas adoradas gárgulas e uma escultura em madeira enorme que representa a cabeça de Deus.  Uma das coisas que achei mais legal é o fato que as esculturas, quadros e moldes quase sempre estão ao alcance do visitante, sem proteções. É como ver o Duomo com uma lupa.

Uma das salas no meio do percurso é dedicada a alguns vitrais originais da catedral. Completamente escura (a iluminação vem de trás dos vitrais), é possível ver de perto esse magnífico trabalho artesanal medieval, usado para contar histórias da bíblia.

Vitrais museu duomo milao

Também passei um bom tempo na sala que expunha os quadros monocromos do (aqui) famoso pintor Cerano, usados como rascunho e colocados ao lado dos respectivos moldes em barro do que viriam ser (em mármore) as cenas sobre as portas da catedral. Sim, era um trabalho enorme: quadro, molde em barro e finalmente, escultura em mármore. Mas cada um em si já é uma obra de arte.

monocromos_duomo

Nas últimas salas, é possível ver umas das estruturas em ferro usadas para “rechear” a estátua de Nossa Senhora que reina soberana sobre o Duomo  e, uma das peças mais espetaculares do museu, o modelo em madeira (escala 1:20) da catedral. Já tinha ouvido falar desse famoso modelo feito no século 16 em madeira de tiglio, mas só quando finalmente estava na sua frente, entendi a grandiosidade do trabalho. Construíram o Duomo duas vezes.

 

duomo milao museu

Modelo em madeira durante a montagem. Foto: Massimo Zingardi

A visita termina com os não menos interessantes moldes e projetos para as cenas das portas da catedral, que foram realizadas só nos anos 60 a partir de desenhos deixados por grandes pintores.

Visitei o museu 3 dias após a inauguração e tive a sensação que alguns detalhes devem ser ainda arrumados. Em um pequeno corredor diante de 3 aberturas, não foi fácil saber onde começava o percurso, mesmo com o mapa improvisado que me deram na recepção. A recepcionista também me informou que no momento os áudios-guias não estavam prontos .

Saí com a sensação de que devo e quero voltar para uma visita ainda mais detalhada e a primeira coisa que fiz, foi correr para a frente da catedral, para tentar entender ainda melhor a sua história leia o post sobre o Duomo de Milão clicando aqui

Ps:. Uma mea culpa: quando entrei não perguntei a recepcionista se podia fotografar e não tinham cartazes que indicavam a proibição. Fotografei sem ser interrompida até a sala com o modelo de madeira da catedral. De um certo modo, as fotos desse post são exclusivas (ainda que proibidas).

Museo del Duomo – Palazzo Reale
Praça Duomo, 1
De terça a domingo das 10 às 18 (último ingresso as 17)
Fechado: segundas, 1 janeiro, 1 maio; 25 dezembro (24 e 31 dezembro fechamento as 14)
Ingressos:
Inteiro: 3 euros (é o mesmo ingresso que dá direito à visita ao interior da catedral)
 
 
 
 
1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *