Outono em Milão e seus lugares bonitos

Este post faz parte da Blogagem do Outono Europeu, uma série de posts sobre o outono europeu que o Milão nas mãos, juntamente com outros blogs brasileiros de cidades europeias, estará publicando.

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

Pode-se dizer tudo de Milão, menos que seja uma cidade colorida. É assim e se aceita, é assim e nos esforçamos para vermos, na falta de cor das suas belas arquiteturas, a sua beleza.

Mas ainda que no imaginário coletivo seja a Primavera a estação das cores, na minha opinião é o outono, na suas variações de tons de amarelo, vermelho e  laranja, que doa a cidade os meses mais bonitos do ano.

parques milao

Parque Sempione

É o momento de apreciar aquelas manhãs que começam a serem frias mas com sol, que faz espaço entre as folhas multicores das árvores que cairão com o próximo vento.

E é por isso que entre os lugares mais bonitos na cidade nessa estação, estão os parques. Sim, pode parecer óbvio, mas nada tira deles o primeiro lugar. Com isso, uma caminhada no Parque Sempione depois de passar pelo Castelo Sforzesco, ou  o meu preferido Giardini Pubblici te presenteia com um espetáculo de cores e perfumes que nós brasileiros não estamos acostumados.

Giardini Pubblici em Porta Venezia

Giardini Pubblici em Porta Venezia

Colado no Giardini Pubblici, fica a Villa Reale, que tem um dos jardins posteriores mais lindos de Milão e é um deleite o ano todo. Um cartaz no portão de acesso diz que a entrada é consentida só para adultos com crianças, mas sexta-feira não tinha ninguém controlando e eu entrei rapidinho para tirar essa foto.

villa reale milao parques

Jardim posterior da Villa Reale

O outono, e mais especificadamente os meses de setembro e outubro, é como a calmaria antes da tempestade, que no nosso caso é o inverno rígido.  São aqueles dias que ainda é prazeroso passear pelas ruas e sentar-se do lado de fora de um restaurante  na zona dos canais (Navigli), único curso de água da cidade. Em dias de sol, o reflexo na água é lindo, mas também tem seu charme em dias mais frios, quando é coberto pela típica neblina milanesa.

O bairro dos canais (Navigli)

O bairro dos canais (Navigli)

E o que dizer do nosso maior símbolo, o nosso Duomo, que impera no centro da cidade e tanto nos dias de sol no outono, quando a luz reflete no seu esplêndido mármore de Candoglia meio rosa meio branco, quantos nos dias mais frios de neblina, não deixa nunca de encantar turistas e locais.

O Duomo de Milão coberto pela neblina

O Duomo de Milão coberto pela neblina

Mas como Milão, eu não canso de dizer, é uma cidade pouco óbvia, seus encantos no outono estão também em lugares (infelizmente) pouco explorados pelos turistas, como o meu adorado claustro da igreja de Santa Maria delle Grazie, que é aberto ao público. Ainda que suas árvores não mudem de cor intensamente, é um dos lugares mais tranquilos no centro da cidade e perfeito para a contemplação da maravilhosa arquitetura exterior da igreja.

Uma outra opção para o turista é a linda Villa Necchi Campliglio. O acesso  ao jardim e a cafeteria é gratuito e até que as temperaturas permitam, sentar para ler o jornal e tomar um café ao lado da piscina (umas das primeiras particulares em Milão nos anos 30) é um verdadeiro prazer, como mostra a foto que tirei ontem.

parques milao

O jardim com piscina da Villa Necchi Campiglio

Conclusão, seja pelas belas cores e pelas temperaturas externas ainda suportáveis, o outono pode ser um ótimo período para você conhecer e se encantar por Milão.

Fotos: Milão nas mãos – exceto Duomo (internet)

Para ver os demais posts da Blogagem do Outono Europeu, visite:

Alemanha! Porque não?
Conexão Paris
Londres para principiantes
Passaporte BCN
Turomaquia

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *