Setembro é quando tudo começa

Billie Holiday, entre outras cantoras, cantava magnificamente a canção April in Paris, composta por Vernon Duke e E. Y. Harburg em 1932 e que descreve a Cidade Luz no início da primavera.

Se Duke e Harburg tivessem composto uma música que falasse sobre Milão, acho que seria September in Milan. Ou talvez não. Talvez seja só um encantamento meu por esse mês, desde que vim morar aqui, mas que vem se intensificando a cada ano.

Porque setembro aqui é ano novo: o cheiro dos cadernos novos, as histórias das férias, as cores do outono que começam a pintar a cidade, o cair da noite, os bons propósitos, a cidade que retoma seu ritmo.

Navigli Milao

Com um pé no verão e outro já no outono, é o melhor mês para conhecer a cidade. As multidões de turistas que já voltaram para suas casas, as temperaturas ainda quentes mas humanas, aquele casaquinho que você tem que vestir de noite.

Para os locais é hora de se inscrever naquele curso novo, de retomar a rotina e aproveitar os últimos aperitivos ao ar livre antes de se fecharem nos bares, restaurantes e em casa no inverno que virá.

Setembro para mim é como as ‘Águas de março’ de Jobim fechando o verão. Conheço gente, que diferente de mim, se deprime com o final do verão. Para mim é o mês das expectativas e da renovação. Setembro é um sentimento.

giardini_pubblici_milao

Enquanto vocês estão lendo esse post eu estou terminando o meu verão, aproveitando meus últimos dias de férias com a família, antes de mergulhar no meu outono de trabalho, viagens (blogtour na Emilia Romagna e o Encontro de Blogueiros Brasileiros no Porto), compromissos familiares…

…enfim, antes de mergulhar em setembro. Porque setembro é onde tudo começa.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *