Arquivo para Tag: Arte

A Última Ceia de Da Vinci: história e curiosidades

As mostras de arte em Milão em 2013

Depois do imenso sucesso da mostra de Picasso em Milão, no Palazzo Reale, com uma média de 4.500 visitadores nos dias de maior afluência, a cidade se prepara para o calendrário das mostras de arte de 2013 anunciado pelo secretário da cultura de Milão.

As obras do artista Amedeo Modigliani, Rodin, o expressionismo americano, Bob Dylan, a fotografia de Robert Doisneau, as gravuras de Andy Warhol e até os mangás japoneses recheiam a programação dos museus e espaços de exposições da cidade.

O Palazzo Reale deixa Picasso para dar espaço, já em fevereiro, à mostra Modigliani e os artistas de Montparnasse: a coleção de Jonas Netter. Depois será a vez das esculturas de Rodin e de uma mostra monográfica dedicada a um dos gênios do renascimento lombardo, Bernardino Luini.

Obra de Amedeo Modigliani

A produção de arte contemporânea será homenageada com uma mostra que celebra a pintura expressionista abstrata americana (de Pollock a Pop Art) proveniente do Withney Museum de Nova Iorque e com uma grande retrospectiva dedicada ao artista italiano Piero Manzoni, nos cinquenta anos de sua morte.

O pintor americano Jason Pollock

A fotografia terá o seu espaço nas mostras do fotógrafo francês Robert Doisneau em fevereiro no Spazio Oberdan de Milão e na manisfestação dedicada à fotografia italiana em branco e preto de 1947 a 1967.

A famosa foto do beijo do Hotel de Ville

Para fechar o ano com chave de ouro, o cineasta Amos Gitai expõe uma instalação, sempre no Palazzo Reale e Wandy Warhol marca presença no Museu Novecentos, que expõe obras da coleção Bank of America do protagonista da pop art americana.

Acompanhe o Milão nas mãos para ficar por dentro de todas as dicas das mostras de arte em Milão nesse 2013.

Fotos: internet

Follow my blog with Bloglovin

O Duomo de Milão

Amor e Psique em Milão

Amor e Psique. A história desse casal, ele deus do amor (Eros), ela a mais linda de todas as mortais, capaz de despertar a fúria e a inveja de Afrodite, deusa do amor e mãe de Eros, rendeu várias obras de artes.

Quadros e esculturas, ao longo dos séculos reproduziram a beleza e o amor desses dois jovens apaixonados.

Até o dia 13 de janeiro 2013, com entrada gratuíta no Palácio Marino, sede da prefeitura de Milão, ficarão expostas duas obras provenientes do Museu do Louvre.

As obras expostas no Palácio Marino

 Logo na entrada da magnífica sala Alessi, onde foi reproduzido um jardim neoclássico (período da obras), o quadro “Psyché et l’Amour” (1798) do pintor francês François Gérard . Depois de uma breve explicação da guia (em italiano) se passa à parte de trás, onde está exposta a escultura “Amore e Psiche stanti” (1797) do escultor italiano Antonio Canova.

A entrada é feita em grupos e a visita não dura mais que 15 minutos. A espera na fila, no lado de fora, depende do horário e do dia da semana (eu esperei 15 minutos para entrar, mas não era final de semana).

A exposição faz parte da parceria da iniciativa privada (ENI) com o museu francês, que pelo quarto ano consecutivo propõe a exposição de singolas obras de arte (é a segunda vez que são expostas duas) com ingresso gratuíto. As edições passadas foram um sucesso e pelas filas que tenho visto nos últimos dias na Praça Scala, esse ano não vai ser diferente.

Se você estiver em Milão nesse período, porque não dar uma passadinha?

Amore e Psiche a Milano
Palazzo Marino – Sala Alessi
Piazza Scala, 2
Até 13 de janeiro 2013 das 9.30 às 20
Ingresso gratuíto
 

Foto: site Comune di Milano

 

Museu del novecento

O museu que tem o nome de um século é a mais nova “jóia” dos museus milaneses. O recém-nascido (dezembro 2010) Museo del Novecento.

Situado em um dos lados da praça Duomo ele vem também para completar esse espaço (a praça) que por muito tempo foi monolateral, já que do outro lado temos a famosa e visitadíssima Galeria Vittorio Emanuele.

museu novecento milao

O museu municipal, colocado no Palácio do Arengario é vertical e teve seu interior reformado para hospedar quase 400 obras de artistas, na maioria italianos, do século XX (esse número corresponde a 10% da coleçao de artes do sec. XX de propriedade da Prefeitura de Milão).

A visita já valeria a pena só pela oportunidade de entrar nesse magnífico espaço e aproveitar o silêncio e a vista de toda a Praça Duomo a partir de uma perspectiva completamente diferente. Isso é possivel através dos grandes vidros que se abrem para o exterior. É o museu na praça e a praça no museu.

neon fontana milao

O percurso da coleção é cronológico e começa com a importantíssima obra operária de Pelliza da Volpedo “Il quarto stato” de 1.900. As salas seguintes são divididas em diferentes períodos como o Futurismo (movimento que nasceu em Milão), Abstratismo, Novecento italiano ou por autores como Giorgio de Chirico, Lucio Fontana, Giorgio Morandi.

Também fazem parte da coleção obras de outros grande artistas como Modigliani, Picasso, Matisse, Paul Klee e Boccioni. No último andar a seção dedicada ao artista italiano Lucio Fontana que expõe quadros, esculturas, teto (sim, um teto) e o um famoso neon é imperdivel!

O museu tem também um bar/restaurante (com entrada indipendente e que funciona até as 2 da madrugada) que oferece pratos e drinks com uma vista da praça, principalmente a noite, de tirar o fôlego.

No meio do caos do centro de Milão é uma dica para uma pausa nas compras: compre seu bilhete (5 euros), dê uma entradinha e visite o museu.

Fotos: Magê Santos e internet

Museo del Novecento
Piazza Duomo (entrada na Via Marconi, 1)
Segunda: 14.30 às 19.30
Ter, Quar, Sex, Dom: 9.30 às 19.30
Qui e Sab: 9.30 às 22.30
Ingresso: 10 euros (inteiro)
8 euros (reduzido): pessoas acima de 65 anos
5 euros (reduzido) : pessoas entre 13 e 25 anos, todas as terças a partir das 14h e todos os dias 2 horas antes do fechamento do museu
Grátis: crianças até 12 anos