Posts

5 cafeterias para conhecer em Milão

Quem nunca pensou em um país europeu e em seus cafés e confeitarias, lugares onde se refugiar no inverno para um café da manhã ou só para uma pausa para um cafézinho, cappuccino e um docinho?

Nesse quesito, a Itália não decepciona, com seus ótimos expressos e o melhor cappuccino do mundo (é a terra dele) e suas briochès recheadas de cremes e geléias.

Almoço e brunch no Four Seasons Milão

Aqui em Milão, encravado no Quadrilátero da Moda, fica um dos grandes hotéis da cidade, o conhecido Four Season Milan, que ocupa uma belíssima construção do século 15 onde um dia foi o Convento de Santa Teresa.

Além dos restos de afrescos medievais nas paredes da recepção e do espetacular claustro do antigo convento transformado em pátio interno, o Four Seasons tem dois restaurantes comandados pelo renomado chef italiano Sergio Mei, conhecido por aqui pelo seu apego as tradições da cozinha italiana autêntica.

Hotel Milao Four Seasons

Eu, que tenho uma grande dificuldade de encarar cardápios que anunciam combinações estranhas, já fazia tempo que queria provar os pratos de Mei, que não deixa de propor em Milão o prato mais conhecido e famoso dessa cidade.

A primeira experiência foi um almoço no começo de junho com a minha cara amiga Ana Cristina, autora do blog de viagens ItaliAna. Depois de uma manhã de sábado batendo pernas pelo Quadrilátero do Silêncio e de uma visita a Villa Necchi Campiglio, escolhemos o restaurante La Veranda do hotel para continuarmos o papo e o nosso sábado milanês.

Já era um pouco tarde para os padrões daqui (por volta das 14h) e o restaurante não estava cheio. La Veranda, como diz o nome, é a parte do hotel que circunda o antigo claustro.

Acabei me deixando seduzir por uma entrada e pedi Culatello di Zibello (é um tipo de frio) com salada de alcachofra e pera. Depois, tanto eu quanto Ana, acabamos ficando com o tradicional Risotto alla milanese com ossobuco.

almoço Milao Four Seasons

Inútil dizer que até hoje foi o melhor que comi. O risoto estava no ponto justo e a carne era de uma maciez que dispensava até o uso da faca. Tudo foi regado por um tinto escolhido pela Ana e ali esquecemos o tempo. O serviço foi atencioso e educadíssimo sem ser insistente, como deveria ser (e nem sempre é) em todo grande restaurante.

Depois de um ótimo cafezinho, eu a Ana continuamos as nossas andanças pela cidade embaixo de uma chuva fininha de primavera, mas nem isso estragou o que foi um dos meus melhores finais de semana da estação.

Muito famoso no Four Seasons também é o seu brunch de domingo, que eu e Ana perdemos por algumas semanas, já que ele vai de setembro e maio.  Depois da agradável experiência do almoço, resolvi que no outono não iria deixar escapar o brunch e sua cobiçada Chocolate Room. Sim, o brunch tem uma sala dedicada só ao chocolate em todas as suas variações.

O cenário é o restaurante Il Teatro, que fica no andar abaixo da recepção. Dessa vez reservei para 4 pessoas, já que estávamos com um casal de amigos e era o final de semana da Semana da Moda de Milão no final de setembro.

O brunch é estruturado em “Ilhas dos Sabores”: pão, queijos, doces, frios, ovos, peixes e depois de você se acomodar você se desloca livremente entre elas e é servido e aconselhado pelo staff muito qualificado e gentil do hotel.

brunch domingo Four Seasons Milao

Além do Chocolate Room, uma das coisas mais legais do brunch é que, para os pratos quentes, você entra na grande cozinha do restaurante para se servir.  É ali que a perdição gastronômica continua entre carnes, risotos, peixe, pizzas e massas.

Deixo as fotos falarem por mim e explicarem as variedades e a qualidade das matérias primas. Sabendo que pela frente ainda tínhamos que enfrentar a parte chocolatosa da manhã, a intenção (falida) era só provar um pouco, pouquinho, de tudo.

fourseasons_brunch_milao

brunch2_fourseasons_milao

Eu me comportei muito bem até chegar no meu já conhecido risoto de acafrão, dessa vez acompanhando pelo não menos milanês: o bife. Ok, não vou dizer que daqui para frente quando comê-los em outros lugares vou ficar comparando.

Mas a grande estrela do brunch é a Chocolate Room. Pequena grande sala, pensada e montada pelo chef Johannes Walk que esse ano escolheu o tema da moda para decorar a Chic…olate Room, utilizando 120Kg de puríssimo chocolate ao leite, branco e amargo francês para criar bolsas, sapatos, vestidos e croquis, além das mais variadas sobremesas a base de chocolate.

brunch four seaons milao

Confesso que não sei se aconselho começarem ou terminarem pela aventura de chocolate. A escolha alí dentro é difícil e tentadora.

O brunch do Four Seasons é frequentado por uma mistura de turistas e locais e o ambiente é realmente acolhedor e não tem aquele ar pomposo que te deixa pouco confortável. O staff é sempre muito educado e disponível para orientar nas escolhas dos pratos, explicando o que for preciso.

chocolate_4seasons_brunch_milao

Indo embora, paramos no bar do hotel o Foyer Bar para mais uma xícara de café e alí tivemos o prazer de conversar e rir mais 5 minutos com Mário, um dos barman, uma daquelas pessoas que fazem toda a diferença em um lugar. Simpatia garantida em Milão.

É uma dica para quem está em Milão e quer passar uma manhã de domingo diferente e de bom gosto, quem sabe comemorando uma data ou só batendo um papo com uma amiga.

Ana querida, estou te esperando para ‘il nostro prossimo giro’ !!

Four Seasons Milano
Via Gesu, 6/8
Brunch: de setembro a maio, domingos das 11.45 às 15 
Preço:  75 euros (bebidas excluídas)
Restaurante La Veranda: todos os dias das 12 às 16.30
 
 

Restaurante Parma&Co

A área de Corso Garibaldi é uma das mais vivas da cidade. A noite é um dos eixos da badalação milanesa junto com a sua continuação, Corso Como  e comentei sobre ela, brevemente, quando falei do vizinho hotel Maison Moschino.

Há uma semana atrás, antes de uma visita guiada a uma das minha igrejas preferidas na cidade, a Basílica de San Simpliciano, resolvemos almoçar em um dos restaurantes da rua, o Parma&Co, muito frequentado pelos locais, principalmente durante o horário de almoço nos dias de semana.

restaurante Milao Parma Co

Quando estívemos lá era sábado,  tinha gente, mas estava tranquilo. Como o diz o nome, o local tem um look de “salumeria”, típico lugar italiano de venda de frios e salames. Formas de queijo parmigiano, presuntos crús inteiros e salames pendurados decoram o restaurante, que não é grande, mas tem o seu charme italiano.

restaurante Parma Co Milao

No cárdapio, o melhor da tradição da cozinha emiliana: tortelli, ravioli, pratos de frios, sopas (no inverno) e carnes assadas. Como não poderia deixar de ser, eles também sempre servem uma boa porção de gnocco fritto, um pastelzinho sem recheio que os emilianos comem acompanhado de frios.

Essa foi a minha pedida: um prato com um mix de frios (presunto crú, cozido, lardo, mortadella, salames), pedaços de parmigiano e gnocco fritto. Meus acompanhantes escoheram um prato de carne porco com molho de atum (é estranho, eu sei, mas é isso mesmo) e o fiochetto assado, um tipo de presunto defumado levemente assado.

parma co milao restaurante

A qualidade dos frios que comi era excelente e meus acompanhantes também gostaram muito do que comeram. O serviço era o padrão gentil-milanês, isso quer dizer educado mas não necessariamente simpático. Um pouco de distração na hora de trazer o café, pelo qual esperamos um poquinho e tivemos que pedir duas vezes. Mas é verão, estávamos com tempo, então vou perdoar. Os preços dos pratos variam entre 10 e 15 euros. Para 3 pessoas, com uma garrafa de vinho tinto gastamos 65 euros.

No inverno, aos domingos, eles servem o brunch, que custa 29 euros por pessoa e é servido com um buffet e alguns doces. O cardápio está sempre disponível no site deles.

Para quem está passando por alí (Brera é a pouquíssimos passos) pode ser uma opção legal para comer uma coisa diferente.

Parma&Co
Via Delio Tessa, 2 – esquina Corso Garibaldi
De segunda à sábado das 12 às 15 e das 19 às 22.30
Domingos brunch das 12 às 16
 
 

O brunch do Caffè Letterario

O que não falta em Milão nos últimos anos, aos sábados e domingos, são opções de brunch.

Muitos dos restaurantes da cidade oferecem um prato do cardápio e o acesso ao buffet de salgados (saladas, quiches, focaccia) e doces pelo preço do prato escolhido, como o brunch do Milano Bakery, sobre o qual já escrevi aqui.

Não tenho nada contra a fórmula do cárdapio mas, para mim, o verdadeiro brunch é aquele que mistura realmente breakfast and lunch e oferece em um buffet self-service um pouco de uma refeição e um pouco da outra.

brunch milao cafe letterario

É assim o brunch do famoso Caffè Letterario, que fica bem no centro de Milão, na rua que liga o Duomo ao Castelo. Famoso porque é localizado no pátio de umas das poucas construções renascentistas da cidade, o Palazzo Carmagnola, que abriga entre outras coisas, uma das salas do milanesíssimo Piccolo Teatro Grassi.

Provamos o brunch deles em um domingo antes de uma visita a Pinacoteca Ambrosiana e não tínhamos reservado, mas estava tranquilo, talvez por ser uma dia frio e cinza de final de inverno.

Pelo custo, não baratíssimo de 28 euros, você tem acesso ao buffet de brioches (croissant), bolos, geléias, sucos e toda a parte de salgados quentes e frios que inclui tortas, verduras cozidas, sopas, carnes, cous cous. Também estão incluídos no preço a água, suco e café americano à vontade.

milao brunch cafe

A única coisa preparada no momento e servida pelos garçons são os ovos mexidos ou fritos com bacon. Nós escolhemos um para cada um e depois nos servimos de outras coisas no buffet. O polpettone de carne (que é tipo um nosso rocambole) estava muito gostoso. Os doces também eram gostosos. O serviço é anômimo, estilo frieza milanesa.

Mas é uma boa dica de restaurante no centro, já que eles servem café-da-manhã e almoço. Agora que começa a primavera é uma ótima opção ao ar livre, com as mesinhas para fora e o pátio  animado. Muito concorrido também agora que começa o calor é o happy hour deles, um pouco mais caros do que outros encontrados na cidade, mas em dias de espetáculos na sala do teatro anexo, você corre o risco de ficar de fora.

cafe milao livraria

O espaço conta também com uma livraria que vende livros de arte, culinária e teatro.

Fotos: Milão nas mãos

Caffè Letterario
Via Rovello, 2  (Via Dante)
Sempre aberto
das 10.00 às  22.00
Happy hour
das 18.00 às 21.30
Brunch domingo
das 11.00 às  15.30 
 
 

Unico: o restaurante mais alto de Milão

Em uma cidade de recente verticalização e por isso com poucos arranha-céus, o restaurante Único, que fica no 20° andar do World Join Center, é o restaurante com vista mais alto da cidade.

World Join Center Milao

A área não é central nem turística e no momento, é um grande canteiro de obras, dadas as realizações em previsão da Expo 2015. Eu não me entusiasmo muito em restaurante e bares situados dentro de centros direcionais, ambientes frios e impessoais, rodeados de catracas, recepções e elevadores.  Fui conhecer o Único em um dia de semana na hora do almoço e o tal centro direcional estava meio deserto. Imagino que a noite seja pior ainda.

Unico Restaurante Milao

Mas vamos ao que interessa, o restaurante. Inaugurado a pouco mais de 1 ano, é o projeto ambicioso do chef Fabio Baldassare com uma espetacular cozinha-aquário que permite aos clientes ver o que acontece nos bastidores.

A decoração é em tons de marrom, essencial-fria, mas elegante. Mas a grande protagonista é a vista da cidade. Completamente rodeado de amplas vidraças, almoçando você também saboreia o melhor do skyline milanês. Estão lá, pequeninhos, o Duomo, a Torre Velasca, San Siro, o bairro de Porta Nuova, o Hipódromo. O céu de Milão não ajuda muito, na verdade. Quando fui estava sol mas uma leve névoa cobria o céu às 13hs. Em um daqueles raros dias de primavera ou verão em que o céu da cidade é azul, deve ser memorável. Aliás, eu aconselho a ir na hora do almoço, além do preço mais conveniente, acho que a noite não se veja nada além de luzes.

Vista Restaurante Unico Milao

No almoço durante a semana, eles propõe além do menù alla cart, o menù de almoço completo por 30 euros ou 15 euros cada porção. Vegetariano, carne e peixe; os 3 menus são compostos de 3 pequenas porções, água, uma taça de vinho,  sobremesa e café. Clique aqui para ler o menu.

Escolhi o menù vegetariano (paccheri recheado de ricotta ao sugo, ovo mole em mousse de batata, grão de bico com tomatinhos cereja e uma salada de puntarelle, uma verdura daqui bem amarga). Meu marido escolheu  menù peixe (os mesmos paccheri mas com molho de lagosta, posta de peixe (spigola), o grão de bico e a verdura).

Menu peixe unico milao

Uma taça de tinto para mim e de branco para ele e para terminar um creme brulé de maracujá que estava uma delícia. Sabor de casa.

No jantar com o menù alla cart os preços mudam bastante e é um restaurante de mais ou menos 70 euros por pessoa, sem bebidas. Para os gulosos gastronômicos, no jantar o restaurante oferece também 3 tipos de menu degustação com 4 porções (95 euros), 6 porções (120), bebibas excluídas.

Para completar, aos domingos o já famoso brunch (50 euros adultos e 20 euros crianças até 11 anos).

Se você estiver passando por Milão e quiser conhecer o que a cidade tem de mais novo, a dica é dar uma passada no Unico e conferir.

Post editado em julho 2014: O atual chef do Restaurante Único é Felice Lo Basso.

UNICO RESTAURANT
Viale Achille Papa 30   
Milão