Posts

Os blogs locais sobre Milão

Para escrever um blog sobre uma cidade, não basta só morar nela. Você bate pernas durante o dia, faz supermercado, pega metrô, bondinho, vai para cima e para baixo, lê os jornais e pensa que está bem informado sobre tudo o que acontece a seu redor. Mas não é bem assim.

Por mais antenada que uma pessoa seja, em uma cidade como Milão e qualquer outra grande cidade de um qualquer país, para cada evento que você fica sabendo ou um novo restaurante que abre, existem outros 3 ou 4 de que você não sabe a existência.

E é por isso, que como neo blogueira, eu leio jornais e revistas italianas, mas não poderia deixar de seguir inúmeros blogs sobre Milão, de todos os tipos: escritos por hobby e com grande paixão pela cidade, comerciais, conceituais e de notícias.

Deixo aqui a minha lista pessoal para quem possa interessar, ideal para quem mastiga um pouco do italiano. Alguns vocês podem conferir só para se deliciar com as fotos, principalmente os dois primeiros que são de duas garotas que eu conheci adorei!!

Lovely Milanohttp://lovelymilano.wordpress.com/

lovely

Francesca é uma garota milanesa, arquiteta, que carrega sempre uma máquina fotográfica minúscula e tira as fotos mais poéticas e elegantes da cidade, muitas delas publicadas no blog em preto e branco (também no seu Instagram @lovelymilano).

Eu a conheci durante o evento dos Pátios Abertos em Milão e lá estava ela, com toda a sua calma, esperando o melhor momento para fotografar detalhes da arquitetura milanesa (deformação profissional). Francesca conta que a idéia do blog surgiu depois que ela passou uma temporada estudando no exterior, na qual sentiu falta da cidade e que a a fez ver com outros olhos, com os olhos de quem se distancia. Enfim, teve que ir embora para ver que amava Milão.

Uma das minhas categoria preferidas é a Cartoline (Cartão Postais), no momento são 55 fotos que vão de palácios à calçadas e sombras. Mas como Francesca é também uma “buongustaia” não faltam dicas de seus restaurantes preferidos na categoria Cucina.

S’Noteshttp://www.s-notes.net/

Blog snotes

Quer saber onde comer em Milão e qual foi o último restaurante que abriu ou o aperitivo do momento? Esse é o blog.

Silvia se transferiu há anos para Milão para estudar engenharia,  provavelmente conhece a cidade melhor do que muito milanês e mantém o blog por puro hobby.

Eu cheguei a desconfiar que ela tivesse super poderes, habilidades de se multiplicar ou teletransportar para estar em vários lugares ao mesmo tempo. Ela me garantiu que não. Garota muito ativa, aproveita sua hora de almoço para descobrir novos lugares e não exita em compartilhar-los com a sua legião de seguidores os segredos da cidade.

O texto do blog é leve e alegre, mas são as fotos que contam o melhor da história (Instagram @s_notes). Silvia carrega sempre na bolsa sua máquina fotográfica “canhão” e confessa sofrer de dor nas costas por isso.

A mocinha é tão ativa que não perdeu tempo e há 2 meses lançou a sua própria app: Enjoy my Milan, disponível para IOS e Android e que eu aconselho a baixar, já que tem uma versão em inglês. Eu já baixei a minha. Ah, é possível também ler o blog em inglês, já que ele possui uma opção de tradução pelo Google.

Onalim – http://www.onalim.it/

onalimnew

É o blog cabeça, conceitual e sentimental. Milão contada, também ao contrário, para os milaneses, afinal o nome já se propõe a isso: Onalim é Milano ao contrário.

Milão romântica, solitária, solidária, multi-etnica, gastrônomica, tudo encontra espaço na bela proposta de Isabella, uma publicitária siciliana que se transferiu para cá e desde 2011 administra sozinha esse enorme trabalho, feito com muita dedicação e seriedade.

Contatei Isabella por email para algumas informações sobre o blog e ela me respondeu com tamanha simpatia. Já estamos programando de nos conhecermos.

Ótimos os posts da seção Milão 10 anos atrás, onde atráves de textos escritos por um famoso publicitário italiano e distribuídos por newsletter (era pré redes sociais), Onalim nos faz observar como a cidade mudou.

O blog também tem uma seção de programação cultural e uma das receitas culinárias de Karmen, uma croata-inglesa que compartilha deliciosos pratos mediterrâneos com os leitores todos os sábados.

Milano Secretshttp://www.milanosecrets.it/

secrets

Três autoras mais três colaboradoras para dar vida a um blog de ilustrações personalizadas  que são uma gracinhas e dicas sempre badaladas.

Dividido em várias categorias como: moda, casa, beleza, sair, cozinha, crianças e eventos, tem uma pegada que me parece muito mais comercial do que os acima citados, mas com dicas sempre atualizadas do que acontece na cidade.

A coisa positiva, é que tem uma versão em inglês.

Pepite per tuttihttp://www.pepitepertutti.it/

bannerpepite

Uma infinidade de restaurantes, docerias e as mais novas lojinhas da cidade, tudo muito bem selecionado por Ilaria e Andrea, o casal que mantém fresquíssimas as “pepite”, que literalmente quer dizer pepitas no sentido precioso da palavra, de Milão.

O blog é em italiano, mas a seção Lo Scrigno di Pepite  pode ser um bom lugar para ter uma visão geral do conteúdo e das pepitas dessa cidade.

Fotos: Internet (cabeçalhos dos blogs)

Blogagem coletiva: 3 x 11

Fazer parte de um grupo, rede, comunidade ou chamem como quiserem, é assim: todo mundo tem interesses iguais, paixões em comum e aí por diante. Desde que comecei essa aventura de blogar, “conheci” gente que gosta de pelo menos uma coisa que eu gosto: viajar.

IMG_0600

Quase sempre se trata de gente beeem divertida e vire e mexe alguma brincadeira entre a gente aparece. É o caso da nova blogagem coletiva chamada 3 x 11. Eu fui convidada pela Melissa Zorzanelli do Descortinando Horizontes, pela Cinthia Ferreira do Spicy Vanilla, pela Vivi do ViviemUk e pela Diana Schrok Bezerra Avelar do Histórias da Di.

Do que se trata? Vou explicar, já colocando as regras…. E se preparem porque o post vai ser longo.

1. Escrever 11 coisas aleatórias sobre mim

2. Responder 11 questões enviadas pelo blogueiro te convidou

3. Fazer outras 11 questões para mandar para 11 blogueiros que eu devo convidar

4. Não convidar quem me convidou

5. Postar as regras

Como era quase impossível responder a 44 perguntas, fiz um mix delas, juntando algumas peguntas das 4 blogueiras. Aí está o resultado!!

11 coisas aleatórias sobre mim

1. Sou chata assumida: assino embaixo e visto a camisa. Quem me ama me suporta e tenho amigos que mesmo assim me acham legal. Vai entender…

2. Sou muito pontual e exijo pontualidade das pessoas (nuances da chatice acima)

3. Queria dormir menos

4. Sou paulista a milanesa

5. Gostaria de tirar fotografias mais bonitas

6. Desde a primeira viagem internacional, não parei mais. Troco qualquer bolsa ou sapato por uma passagem

7. Se pudesse escolher ser diferente por 1 dia, gostaria de ser uma dessas pessoas com a cabeça nas nuvens, que não se lembram de nada, que esquecem e perdem as coisas. Não conheço essa vida

8. Tenho uma ótima memória

9. As vezes preciso ficar sozinha

10. Como chocolate todos os dias e tenho dor de cabeça se não tomo café

11. Blogo faz pouco tempo, mas estou me divertindo um montão

11 perguntas mixadas das 4 blogueiras que me convidaram

1. Onde você mora?    Em Milão, há 11 anos

2. Por que você bloga? Para contar para os brasileiros que Milão é uma cidade com seus encantos

3. O que não pode faltar na sua mala de viagem? Secador de cabelo. Tenho cabelo curto, mas sempre no escovão… Ah, também minha cafeteira moka elétrica. Em nenhum lugar do mundo se toma um café como na Itália

foto (1)

4. Quais os critérios que você usa para escolher seu próximo destino? Ah, eu encasqueto: li Millenium e “tive” que ir para Estocolmo, revi “O céu que nos protege” e tive siricutico de país árabe.

5. Prefere viajar sozinho ou acompanhado ? Qual o motivo ? Comecei a viajar sozinha e foi assim até me casar, não sei viajar acompanhada (além do meu marido) e acho que não sou boa companhia para viagem. Viajar para mim não é uma experiência de grupo.

6. Qual seu destino favorito ?  Praia, campo, cidade ? Cidade. Quanto maior, melhor.

7. Qual é seu próximo destino de viagem? Grecia e Croácia

8. Se pudesse escolher uma cidade para morar nos próximos dois anos com tudo pago, qual seria? Nova Iorque

9. Se tem filhos, viajar melhorou ou piorou com a companhia deles? Viajar mudou. Quando estamos com elas, que ainda são relativamente pequenas (8 e 6 anos) as atividades mudam, mas sempre tem alguma coisa para nós e alguma coisa para elas durante o dia

10. O que você acha deste costume que muitos turistas brasileiros tem, de viajar pensando somente em compras? Que conselho daria para estas pessoas ? Ah, esse é um assunto que eu vivo na pele, por morar em Milão. Tem gente que passa horas na loja da Ferrari e não sabe que pode andar pelos telhados do Duomo de Milão. Sinceramente, não acho que existe um bom conselho para pessoas assim. Essas pessoas não viajam, elas escolhem uma loja longe da casa delas para fazer compras Não tenho paciência para isso.

11. Sendo o viajante que é, qual seu maior sonho de consumo? Ter tempo e dinheiro para fazer uma viagem a cada 3 meses

Minhas 11 perguntas

1. Onde você mora?

2. O que é viajar para você?

3. A viagem com a qual você sempre sonhou, você já fez?

4. Porque você escolhe um certo destino?

5. Você se documenta sobre o que conhecer antes de viajar ou improvisa quando chega no destino?

6. Durante as suas viagens, você fotografa muito?

7. O que não pode faltar na sua mala?

8. Quatro países ou cidades que você ainda não conhece mas tem que conhecer

9. Quais materiais você usa para preparar uma viagem?

10. Quando e porque você começou a blogar?

11. Qual é a melhor coisa de blogar para você?

Meus convidados

Eliane Ceccon 1001 roteirinhos

Nicole Plauto Agenda Berlim

Danielle Lopes Bispo Comer e Coçar é Só Começar

Renata Inforzato Direto de Paris

Dany Colares Feriado Pessoal

Fabíola Sad Mochilando Por Aí

Natasha Schiebel e João Guilherme Brotto Pra Ver em Londres 

Kellen Bittencourt Trilhamarupiara

Priscila Reis  Voali

Debora Godoy Segnini Gosto e Pronto

 

 

Blogs de Viagem: Eu leio!!

blogs de viagem Milao nas maos

Minha singela contribuição para a campanha, promovida pela Associação Brasileira de Blogs de Viagem, intitulada “Blogs de Viagem, Eu Leio”, para comemorar o seu 1° aniversário e valorizar o segmento.

O que é ser blogueiro de viagem?

Eu sou blogueira de viagem há quase 8 meses, Milão nas mãos é um recém-nascido nesse mundo de blogs sobre viagens que cresce sempre mais no Brasil, mas sou cheia de irmãos: quem mais velho, mais experientes, quem tão jovens quanto eu, mas todos unidos na mesma intenção: compartilhar experiências de viagem com quem também gosta de viajar.

Somos blogs que falam de viagens brasileiras, internacionais, exóticas, de aventura, espirituais, solítarias, em grupo, de mulheres, com crianças, ou como no caso do Milão nas mãos, blogs que falam de destinos únicos, de cidades.

No meu caso, tento com o blog mostrar a cotidianidade da minha cidade de adoção, suas belezas, seus segredos e porque não, seus defeitos.

Quem escreve um blog de viagem o faz na intenção de compartilhar uma experiência boa, ruim, bonita, chata, feia, fácil, difícil, barata ou cara.

Ser blogueiro de viagem brasileiro, também quer dizer fazer parte de um grupo cada vez maior de pessoas, que de muitas maneiras se organizam para trocar informações e se ajudarem. Eu, hoje, conheço e me relaciono virtualmente com uma quantidade incrível de gente que adora o que faz, quem como trabalho, mas a maioria como hobby.

Depois também tem a parte da relação com os leitores, que no caso do Milão nas mãos está crescendo sempre mais: comentários, emails pedindo dicas e informações, elogiando. Já saí de casa para tomar um café com leitores e já tive leitores que confessaram ter lido o blog inteirinho (ainda está fácil, já que acabamos de chegar nos 100 post). Apoveito para agradecer a todos!!

Resumindo: ser blogueiro de viagem tem sido muito divertido, inspirador e recompensador.

E se você é um leitor de blogs de viagem, clique na imagem e a salve como seu avatar nas redes socias. Ajude a promover os Blogs de Viagem!!  #BlogsdeViagemEuLeio

 

Aplicativos sobre Milão: a cidade no seu celular

Para passear por Milão e conhecê-la, você pode se munir de algumas coisas: de um guia libro (escasso) sobre a cidade, de uma guia turística residente na cidade (simpática e sabida como eu) ou você pode também utilizar as últimas tecnologias em termos de apps.

Aplicativos Celular Milao

Uma coisa não substitui a outra, já que os aplicativos de Milão não vão te contar histórias e curiosidades sobre a cidade, mas pra quem adora ter sempre um smartphone nas mãos, Milão oferece uma série de opções interessantes. Eu mesma, tenho Milão nas mãos e no meu celular, com todas esses aplicativos rigorosamente gratuítos:

Transportes:

MuoviMi: App per iOs, fornece as linhas de ônibus, bonde e metrô, horários e tempo de espera em 4.000 pontos de ônibus da cidade. Existe também a possibilidade de calcular a distância entre dois pontos.

ATM Mobile: Aplicativo oficial da empresa de transportes milanesa, disponível para Android, BlackBerry, iPhone, Nokia e Windows. Calcula percurso dos transportes urbanos, procura o ponto de ônibus ou bonde mais perto, disponibiliza a visualização do esquema da rede metroviária e dos pontos de BikeMi com o efetivo número de bicicletas disponíveis. Também em inglês.

Infoblu:  App per Android e iOs da empresa que administra a rede rodoviária italiana, fornece as informações de tráfico nas principais cidades e também nas rodovias para quem quer se locomover pela Itália de carro. O aplicativo é gratuíto, mas algumas funções dentro são disponíveis só a pagamento.

Museus e eventos:

Eventi.Milano: App disponível só para o sistema operativo iOs, ideal para se manter atualizado sobre os eventos culturais em Milão.

Guida Milano: O meu preferido, é o aplicativo para sistema iOs e Android que é uma verdadeira guia turística da cidade. Propõe itinerários em pequenos textos explicativos, como por exemplo: Passeando pelo centro, As grandes igrejas de Milão, O Renascimento e o Barroco… Os itinerários são munidos de mapas com a indicação dos pontos turísticos. Dentro da app, você pode escolher a língua (italiano, inglês e espanhol).

Milanomusei: App onde você encontra uma vasta lista dos museus milaneses, divididos em categorias como: os mais econômicos e os mais perto. Indica também, ao lado do nome de cada museu, se é grátis ou se o bilhete está em promoção no momento. Clicando no nome do museu, aparecem as informações de preço, horários e endereços.  Em Italiano, inglês, francês, espanhol e alemão,está disponível per iOs e Android.

Leonardo Around: App em inglês e italiano para o sistema iOs, oferece um percurso de lugares de interesse em Milão onde o gênio da arte toscano, mas que viveu muito tempo na cidade, deixou sua marca, como a Santa Ceia e o Castelo Sforzesco.

Fieramilano: Aplicativo oficial da famosa Feira de Milão, disponível para dispositivos iOs e Android onde é possível consultar o calendário das manifestações, como por exemplo, o Salão do Móvel, conhecer os serviços disponíveis dentro da feira e planejar a locomoção da e para a feira, com a possibildade de boletins de tráfico em tempo real. Também em inglês.

OpenCity Milano: aplicativo em inglês para dispositivos iOs com navegação um pouco confusa, mas que com a ajuda do GPS permite a localização de hotéis, farmácias, lojas, restaurantes, hospitais e pontos turísticos mais perto.

Esse é o elenco dos aplicativos que eu  conheço e tenho no meu celular. Colocando Milan City Guide na loja do seu celular, você encontrará uma infinidade de opções, também offline. Inclusive, falando de conexão internet, se você quiser saber como ter acesso a rede wi-fi gratuíta em Milão, leia esse post.

Melhor do que tudo isso junto? Só continuar segundo o Milão nas mãos e as suas dicas quentes sobre a cidade.

Rede WiFi Grátis em Milão

Na cidade de Milão é ativo o serviço de rede WiFi gratuita, o Open WiFi Milano.

A área do centro e arredores já tem uma cobertura bem ampla e novos pontos estão sendo ativados. Cada usuário registrado tem a disposição 300MB de volume de dados para baixar por dia. Depois que esse limite é superado, o usuário continuerá a navegar em alta velocidade por mais 1 hora, depois disso a velocidade de navegação cairá para 192 kb/s até a meia-noite.

Para ter acesso ao serviço de internet grátis em Milão você tem que se registrar no site do serviço e tem que ter um número de celular italiano (ler post) onde você receberá a senha (para quem não tem um celular com ship italiano, o registro para obter a senha de acesso pode ser feito no ATM Point da estação Duomo, Centrale, Cadorna, Garibaldi, Loreto e Romolo apresentando o passaporte).

É mais complicado escrever do que se registrar, mas aqui vai:

– na área de configuração de internet do seu celular, procurar a rede openwifimilano e selecionar
– o browser abrirá com a página de boas-vindas do serviço
– nos pontos 1 e 2 selecionar acconsento (são relativas a lei de privacidade e condições de utilizo)
– nos pontos 3 e 4 você pode selecionar non acconsento (recebimento de informações e newsletter)
– ponto 5 colocar o número de celular
– ponto 6 clicar em Richiede

Depois disso você receberá um sms com uma senha. Entre de novo na página, clique em Login e coloque o número do celular e a senha recebida.

Pronto!! Você está usando a rede internet WiFi grátis de Milão.

A mesma senha pode ser usada para acessar a rede usando outros dispositivos como tablets e notebooks. O site do serviço é disponível em italiano e inglês.