Posts

Triennale de Milão: o museu do design

A Triennale de Milão é a instituição italiana para a arquitetura, artes decorativas e visuais, o design, a moda e a produção audiovisual.
Desde 2007 o Palácio das Artes, que abriga a Triennale, retomou sua função original e inaugurou o Museu do Design.
As exposições temporárias são de grande qualidade e entendem explicar o que é o design italiano não só do ponto de vista técnico, projetual e estético, mas também analisando o contexto histórico e social.

Programação de Setembro a Dezembro 2017

Depois das merecidas férias, setembro chega com a volta da rotina de trabalho, escola, mas a cidade também vai retomando a sua vida cultural, que fica um tanto adormecida nos meses de verão.

Música e arte compõe boa parte do calendário cultural milanês, com a mostra sobre Caravaggio como o grande evento dos próximos meses.

Um resumo das principais atrações para quem vai estar em Milão de setembro a dezembro 2017.

As mostras de arte em Milão em 2017

Keith Haring, Manet, Kandinsky, Manolo Blahnik, passando pela religião egípcia e Warhol, até chegar no grande mestre do claro escuro, Caravaggio, em mostra no próximo outono.

Esses são só alguns nomes dos artistas protagonistas das grandes mostras de arte em Milão em 2017.

Uma pena que a maior parte dos turistas que visitam a cidade, não dediquem parte do tempo a visitar as coleções permanentes dos museus milaneses e muito menos as temporárias, que nos últimos anos trouxeram grandes nomes da arte para as salas do circuito local e que esse ano vão incluir Palazzo Reale, Mudec, Castelo Sforzesco, Palazzo Morando, Casa Museu Boschi di Stefano, Pac, Museo del Novecento, entre outros.

Pietà Rondanini: Michelangelo em Milão

Obra extrema de Michelangelo, a Pietà Rondanini, exposta em Milão, é considerada por muitos o seu testamento espiritual, já que segundo documentos, o artista continua a trabalha-la até poucos dias antes da sua morte, na noite do dia 18 de fevereiro de 1564, deixando-a incompleta.

Itinerário Leonardo Da Vinci em Milão

Quem vem para Milão, mesmo conhecendo pouco a história da cidade, não pode deixar de associa-la ao nome de Leonardo Da Vinci.

O gênio Renascentista não era milanês, mas passou aqui 18 anos na corte de Ludovico Sforza, entre 1482-1500, deixando na cidade a Última Ceia, com certeza a sua obra mais famosa junto com a Monalisa.

Mas percorrer os rastros de Leonardo em Milão não é só se limitar só a conhecer a famosa parede pintada no refeitório do Monastério de Santa Maria delle Grazie.

A cidade está cheia de lugares, mais ou menos conhecidos pelos turistas, que estão ligados ao nome do grande artista toscano.