Posts

Lojas de design e artigos para casa em Milão

Sendo uma das mais importantes representantes do design no mundo, Milão tem várias lojas de design e artigos para casa onde arquitetos e decoradores em viagem e turistas gostam de se atualizar.

Das cabeças de grandes nomes do design milanês, saíram objetos que conhecemos há décadas, como contei nesse post. Das maravilhosas luminárias de marcas como Floss, Artemide, passando por sofás, móveis e até chegar aos artigos mais simples como utensílios domésticos e roupas de cama, pensei em uma pequena lista de onde encontrar essas lojas.

Banheiros “públicos” em Milão

Chega uma hora na vida de um blog sobre uma cidade, que ele tem que falar de banheiros. Sim, banheiros. Pensei muito se seria estranho publicar um post sobre o assunto, mas aí pensei que para mim, que vivo aqui, é fácil quando estou no centro, saber onde ir. Principalmente agora que o calor é intenso e fica difícil não tomar água.

Milão não possui aqueles tipos de banheiros públicos que ficam espalhados pela cidade e que são autolimpantes. Ok, muitos vão dizer que existe sempre a saída banheiro Mc Donald’s, mas os últimos que frequentei anos atrás não primavam pela limpeza. Acreditem ou não, em Milão é possível achar banheiro limpo no centro (a pagamento ou grátis).

E é aqui que vou limitar  minhas dicas de banheiros, já que é o lugar de maior concentração de turistas e viajantes. Lembrando, que além dessas opções que compartilho, existe sempre a possibilidade de entrar em um bar, pedir um café no balcão e usar o banheiro. Ah, acho que também é bom aconselhar que você  sempre aproveite para usar os banheiros dos museus e restaurantes que visitar.

Vamos lá!!!

Estação de metrô Duomo e San Babila

Eles são antes da catraca, então basta você descer na estação e procurar as indicações de banheiro. Para o da estação Duomo, dê as costas para a catedral e desça uma a escada à direita na praça.

banheiros em milão

Os banheiros dessas estações custam 0,50 centavos e são os que eu mais uso. Satisfação garantida, sem surpresas. Tem sempre um mocinho ou uma mocinha na porta que cobram e que limpam constantemente os banheiros masculinos e femininos. Nunca os peguei sujos.  Também tem sempre papel, sabão para lavar as mãos e os secadores que funcionam.

Já vi outras estações do metrô com banheiros a pagamento, como Cadorna e Montenapoleone, mas nunca os usei.

Autogrill Praça Duomo

Olhando para a catedral, a entrada fica do lado esquerdo. Suba todas as escadas e vá em direção do restaurante Terrazza Aperol. Quando você chegar à porta, em vez de entrar na restaurante (a direita) suba uma pequena escada a esquerda.

banheiros em milão

Depois de você pagar 0,50 centavos e passar uma catraca, você entra em um dos  banheiros da SANIFAIR. O banheiro é bem limpo, quando usei só encontrei alguns papéis no chão perto do lixinho da pia (que estava bem cheio).

Na verdade os 0,50 centavos que você paga, é um bônus de desconto que você pode usar na loja do Autogrill embaixo, para tomar um café, por exemplo.

Loja de departamentos La Rinascente

Quem não conhece os outros banheiros no centro da cidade, vai sempre alí e é fácil encontrar filas bem longas.

banheiro rinascente milao

Fica no 7 andar da loja, no andar dos restaurantes, é grátis e bem limpo, já que tem sempre uma senhora cuidando de tudo. O banheiro também tem um distribuidor de absorventes e lenços de papel.

Galleria d’Italia

Adoro esse museu, vale uma visita e me parece feio dizer que, já que é grátis (por enquanto), você pode usar os banheiros que ficam no subsolo.

Peça um bilhete na entrada, use o banheiro, mas não deixe de dar uma visitada nessa esplêndida coleção de arte moderna e contemporânea.

Castelo Sforzesco

Não se paga para entrar no Castelo Sforzesco, só nos seus museus. Os banheiros são muito frequentados pelos turistas e por isso, são bem mais sujos e não pouco cuidados e frequentemente não tem papel. Mas se você não tem opção.

Uma vez usei o banheiro de um dos museus e alí a situação era melhor.

Triennale di Milano

Um pouco mais afastado do centro e útil se você está por alí, já que o museu Triennale fica na parte de trás do Parque Sempione.

banheiros em milão

A maioria das mostras são a pagamento mas não se paga para entrar no hall, que dá acesso ao restaurante, a livraria e aos banheiros mais coloridos e musicais da cidade, já que tem uma iluminação especial e música ambiente. Também são limpos e abastecidos com papel e secadores de mãos.

Fotos: Milão nas mãos

 

La Rinascente: a loja de departamentos milanesa

New York tem a Sak’s e a Bloomingdale’s, Paris tem a Galeries Lafayette, Londres tem a Harrod’s e nós em Milão temos La Rinascente.

A loja de departamentos Rinascente em Milão

A loja de departamentos italiana por excelência, a Rinascente nasceu em Milão no século 19 com o nome de Magazino Bocconi e propunha um tipo de atividade completamente inovativa para a época: a primeira loja de roupas já confeccionadas da Itália. Em um mundo onde existiam só roupas feitas sob medidas por costureiras, era uma coisa realmente nova.

Em 1915 a loja foi completamente destruída por um incêndio e foi o escritor italiano D’Annunzio ao vê-la renascer da cinzas que a rebatizou: La Rinascente.

O interior da loja em 1930 e hoje

Dos anos 20 até e Segunda Guerra Mundial, a Rinascente foi ponto de referência para a moda em Milão. Bombardeada durante a guerra, foi reconstruída como a conheçemos hoje. Há mais ou menos cinco anos atrás, passou por uma radical transformação e apostou tudo nas grandes marcas: Dolce & Gabbana, Armani Collezione, Burberry, Gucci, Kenzo, Just Cavalli e outras marcas estão presentes nos seis andares que hospedam as várias categorias: casa, moda feminina, masculina, infantil, bolsas, perfumes e maquiagem, cama, mesa e banho.

Muito frequentada pelos turistas que visitam a cuidade, principalmente russos, japoneses e chineses, a loja é também frequentada pela Milão abastada que não quer rodar as ruas da moda entrando de loja em loja para fazer compras. No período de Natal e durante as famosas liquidações, a multidão é tão grande que os seguranças coordenam o fluxo nas escadas rolantes.

O design market store no sub-solo

Mesmo que você não tenha intenção de esvaziar sua conta corrente por lá, a minha dica é não deixar de visitar o sub-solo, onde fica o design market store e o sétimo andar, onde o famoso bistrot idealizado no pós guerra, deu lugar a um open space que reúne o food market (com uma variedade de produtos gastronômicos de alta qualidade) e restaurantes que vão do sushi, ao mozzarella bar, hamburgers (de carne de bisão), sanduíches e afins. Alguns deles tem terraços com vista para os pináculos do Duomo e um almoço ou um happy hour vira uma experiência inesquecível.

O food market e restaurantes do 7° andar

Vir a Milão e não dar uma entrada na Rinascente é como não ter conhecido parte da cidade.

Muji to Go em Milão

Loja Muji to Go no subsolo da Rinascente

Muji to Go é a loja japonesa que acaba de desembarcar no Design Supermarket da loja de departamentos por excelência de Milão La Rinascente.

É tudo o que você espera de uma loja japonesa: a precisão em uma infinidade de produtos para estudar (cadernos, caderninhos e cadernetas, lápis, canetinhas, canetões, cartões de aniversário e por aí vai), casa, tempo livre, mas o forte da marca são os produtos para viagens. O conceito principal é: compacidade, funcionalidade e comforto.

São uma série de produtos para viajar mais leve (sempre que isso seja possível), que vão dos clássicos frascos para armazenar cremes e shampoos aos impermeáveis (15 euros) que você corta nas mangas e no comprimento para melhor ajustá-los, camisetas e encharpes comprimidas em uma embalagem que vira uma quadradinho (15 euros) e para o público feminino o ótimo multi-cape (49 euros), uma peça versátil para quem viaja, que pode ser usado como echarpe, cardigan, xale, colete e etc. Praticamente um origami, com mil desdobramentos.

Multi cape Muji to Go (49 euros)

Quando passar pela La Rinascente (e você vai passar), dê uma olhada. Coisa de japonês!!