Posts

Dicas do que fazer em Cinque Terre

Cinque Terre é patrimônio Unesco desde 1997 e constitui um parque nacional. O nome vem dos cinco burgos encravados nas rochas à beira do mediterrâneo, cada um com suas características e belezas, ainda que o show ali fique por conta do mar azul. A paisagem das cidades é típica italiana com as casinhas coloridas, construídas uma grudada na outra.

Hotel Savoy: vivenciar Florença como no Grand Tour

Localizado na centralíssima Piazza della Repubblica, uma das mais elegantes da cidade, o Hotel Savoy foi construído em 1893 com o projeto do arquiteto Vicenzo Micheli, o mesmo que projetou o arco monumental dos pórticos da praça.

Em abril de 2018, o Hotel Savoy foi reinaugurado depois de seis meses de reestruturação, que privilegiou a elegância sem esquecer a tradição florentina, envolvendo a prestigiosa casa de moda Emilio Pucci para assinar os novos ambientes, desde o lobby, o bar restaurante até os quartos e suítes.

4 cidades para conhecer no Lago de Garda

Junto com as montanhas, os lagos são uma das grandes atrações naturais da região da Lombardia.

Além do Lago de Como, aqui ficam também partes dos dois maiores lagos italianos: o Lago Maggiore e o Lago de Garda.

Esse último é o maior lago italiano e toca 3 regiões. Muito frequentado por italianos e alemães na primavera e verão, algumas de suas charmosas cidades ficam a poucos quilômetros de Milão e quem passa por aqui pode aproveitar para um bate e volta ou uma estadia um pouco mais longa.

Dicas do que ver em Brescia

Segunda maior cidade da região da Lombardia, Brescia fica a 95km de Milão (cerca de 1 hora de carro ou trem), mas ainda hoje é ignorada pela maior parte dos turistas que transitam pelo Norte da Itália, a caminho das mais conhecidas Verona e Veneza. Uma pena.

Conhecida como a Leoa da Itália (a causa dos 10 dias de resistência aos austríacos em 1849), seu centro histórico conta mais de 3.000 anos de história e reserva boas surpresas para quem decide parar na cidade.

Como transportar vinhos na mala para o Brasil

Para muitos turistas que visitam a Itália, além do seu grande patrimônio artístico-cultural e natural com certeza uma outra grande atração é a diversidade enogastronômica.

Comer e beber bem na Itália não é difícil e a tentação de levar iguarias e vinhos para o Brasil é sempre grande, já que a variedade aqui é muito maior e os preços sem os impostos absurdos do Brasil são bem convidativos.

Ainda que a limite de entrada de bebidas alcóolicas no Brasil por pessoa não seja baixo, a grande preocupação é como armazenar da melhor maneira as garrafas preservando a integridade das mesmas e das roupas e sapatos que viajam juntos dentro da mala.

Mas hoje existem malas que permitem transportar vinhos para o Brasil em completa segurança.