Posts

Como transportar vinhos na mala para o Brasil

Para muitos turistas que visitam a Itália, além do seu grande patrimônio artístico-cultural e natural com certeza uma outra grande atração é a diversidade enogastronômica.

Comer e beber bem na Itália não é difícil e a tentação de levar iguarias e vinhos para o Brasil é sempre grande, já que a variedade aqui é muito maior e os preços sem os impostos absurdos do Brasil são bem convidativos.

Ainda que a limite de entrada de bebidas alcóolicas no Brasil por pessoa não seja baixo, a grande preocupação é como armazenar da melhor maneira as garrafas preservando a integridade das mesmas e das roupas e sapatos que viajam juntos dentro da mala.

Mas hoje existem malas que permitem transportar vinhos para o Brasil em completa segurança.

Um passeio por Alba: terra das trufas brancas

A trufa é um tipo de fungo hipógeo, que se encontra embaixo da terra, perto de certos tipos de árvores e é encontrado com a ajuda de cachorros treinados.

A Itália é um dos maiores produtores mundiais e sempre falando de território italiano, a trufa branca mais prestigiosa se encontra em Alba e Acqualagna, mas outras qualidades também se encontram na Umbria, Toscana, Marque e Lombardia. Já a trufa preta se encontra em quase toda Itália e a maior parte é colhida no verão .

Franciacorta: vinho e relax em um roteiro de 2 dias

Franciacorta: uma terra, um vinho.

Produtora de um dos grandes vinhos italianos, o Franciacorta, a região que tem o mesmo nome é também uma das belas paisagens da Lombardia.

O território de cerca 19 municípios, rodeado de colinas e banhado pelas águas do lago d’Iseo, é uma boa opção para uma estadia de 2 dias para quem está de carro e quer conhecer um lugar diferente das grandes cidades e com boa oferta de gastronomia, atividades e relax.

5 motivos para incluir a Lombardia na sua viagem pela Itália

Ainda que Milão seja na maioria das vezes a porta de entrada para muitos turistas que chegam do Brasil, poucos dedicam tempo suficiente para conhecer as belezas naturais e artísticas da região mais rica da Itália, a Lombardia.
Nesses 14 anos de Itália tive a oportunidade de conhecer um pouco da região de deixo aqui os meus 5 razões para você incluir uma visita a Lombardia na sua próxima viagem a Itália.

Ascoli Piceno: vinho e gastronomia entre o mar e as colinas

A Itália, alterna com a França, ano sim ano não praticamente, o título de maior produtor mundial de vinho. Seria difícil obter um título desse, produzindo o néctar dos deuses só em poucas regiões: a Itália produz vinho de Norte a Sul.

Os mais conhecidos são sempre os grandes tintos toscanos e piemonteses, mas outras regiões menos conhecidas dos brasileiros também são grandes produtoras de vinhos produzidos a partir de vinhas autóctones (vinhas originárias do território, não transplantadas).

As vinhas com a cidade de Offida ao fundo. Foto: Agnes27 Wikicommons

As vinhas com a cidade de Offida ao fundo. Foto: Agnes27 Wikicommons

É o caso dos vinhos Offida Passerina e Offida Pecorino , da província de Ascoli Piceno na Região Marche, que tive o prazer de conhecer durante o evento de show cooking com degustação, organizado pelo Consorzio Vini Piceni na Expo2015.

A Região Marche (lê-se marque) fica no centro da Itália e é emoldurada pelo Mar Adriático e pelas suas colinas e montes. Ascoli Piceno é a província mais ao sul da região e é a área de produção dos vinhos D.O.C.G. (Denominação de Origem Controlada e Garantida):

Offida Passerina

Vinho branco, obtido da uva passerina, apresenta uma tonalidade cristalina e sabor delicado, leve. É produzido também na versão espumante Brut com método Charmat (fermentação em autoclaves).

Offida Pecorino

Também branco, é obtido da uva pecorino e apresenta uma tonalidade amarela mais escura. É um vinho mais intenso e estruturado em relação ao Passerina.

A mesma zona produz também o tinto D.O.C.G Offida Rosso.

Os brancos de Offida foram os escolhidos para acompanhar os pratos preparados pelos chefes Sabrina Tuzi da Degusteria del Gigante e Vittorio Cameli, do Bistrot Kursaal.

Para não fugir da grande especialidade italiana que soma a simplicidade dos pratos com o máximo de sabor e tradição, Sabrina propôs: maccheroncini di Campofione (uma massa fresca longa ao ovo, típica da região) com verduras selvagens (colhidas nos campos), queijo stracchino (um queijo mole) e guanciale (carne da bochecha do porco).

A chef Sabrina Tuzi

O frescor da massa caseira, o sabor das verduras e da carne se misturavam perfeitamente sem que uma se sobrepusesse a outra. O vinho escolhido para acompanhar foi o Offida Pecorino.

Na segunda degustação o chef Vittorio Cameli, nos deliciou com uma parmegiana de anchovas.

Camadas de berinjela frita e anchovas (frescas) de sabor suave, me surpreenderam, porque confesso que não sou fã de nehuma das duas. Mas aqui estamos falando de cozinha de alto nível. Uma delícia acompanhada por uma taça de Offida Passerina.

O chef Vittorio Cameli e sua parmegiana de anchovas

O chef Vittorio Cameli e sua parmegiana de anchovas

E mesmo quando a proposta se moderniza e coloca os pés no street food, não se perde a qualidade e originalidade.

Na terciara e última degustação, para acompanhar uma outra taça de Offida Passerina, Sabrina Tuzi surpreende todos co um sanduíche de copa de peixe azul (que são os peixes como sardinha, anchovas, alice, peixe espada, atum) presente e pescados nas costas marchigianas, maionese de soja e verduras em conservas. O que dizer¿ Se todo o street food fosse assim, seria um prazer comer todos os dias na rua.

O street food da chef Sabrina Tuzi

Região de belezas paisagísticas, burgos encantadores e terra de grandes nomes das artes, como o pintor Raffaello, o arquiteto e pintor Bramante (arquiteto da Basílica de São Pedro), o compositor Rossini e a educadora Maria Montessori, não deixa nada a dever as suas vizinhas Toscana e Emilia Romagna.

Por uma de suas cidades, Macerata, eu passei há mais de 10 anos atrás, mas depois de conhecer as especialidades enogastronômicas já avisei aqui em casa: temos que ir “alle Marche”!

* A minha partecipação no evento de show cooking com degustação dos vinhos da zona de Ascoli Piceno foi um convite do Consorzio Vini Piceni, mas as opiniões relatadas aqui são pessoais.

Reserve seu hotel em Ascoli Piceno com o Booking, clicando aqui 

Reserve seu hotel em Offida com o Booking, clicando aqui