Quem planeja uma viagem pela Itália e começa a pensar nos aspectos como hospedagem e transporte, muitas vezes se pergunta: vale a pena se locomover de trem ou de carro?

Não acredito que exista uma resposta exata, já que eu acho que o melhor jeito de se locomover depende do tipo de viagem, do destino, do número de pessoas, do tipo de viajador que você é, do tipo de experiência que quer ter e o orçamento disponível. Dito isso, algumas considerações podem ser feitas.

Viajar de trem para os brasileiros pode ser um charme, uma experiência e é um meio de transporte que eu gosto muito, já que é rápido, não tem check-in, você pode chegar na estação 15 min antes do trem sair e pode viajar lendo, dormindo sem nenhum tipo de preocupação.

O trem pode ser uma boa opção se você está sozinho ou acompanhado de uma ou duas pessoas e tem pouca bagagem, mas com pouca eu quero dizer uma mala (com rodinhas) no máximo média. Uma das  vantagens é o custo (se você comprar os bilhetes com antencedência, pode achar bons preços), a comodidade de ser levado de um ponto ao outro sem se preocupar com mapas e navegadores GPS e em um tempo inferior ao do carro. Isso porque com o trem você percorre o trajeto de Milão a Roma em no máximo 4 horas.

É uma opção que vale a pena se você tem que se locomover de uma grande cidade a outra. Adentrar-se por cidadezinhas mais escondidas pode significar ter que fazer trocas de trem e pegar linhas pinga-pinga que podem acabar com o seu dia. Depois tem a questão dos horários a serem respeitados, a locomoção estação-hotel com malas e etc.

Já o aluguel de um carro é ideal para grupos de 4 ou mais pessoas pela possibilidade de dividir custos ou para pessoas que gostam de autonomia de decidir os próprios horários, itinerários, eventuais paradas e desvios para visitar cidades e lindos burgos ( a Itália está cheia deles) que seriam impossíveis de conhecer de trem.

Comporta um custo mais elevado (aluguel+gasolina+pedágios), mas uma boa organização e uma reserva antecipada pode oferecer bons preços. O tempo de locomoção pode aumentar devido as paradas, mas acho a viagem mais rica. Mas você deve esquecer o carro quando chega em uma cidade grande. A dica é estacioná-lo no hotel e usar os meios de transportes públicos. Dirigir em cidades como Milão (onde se paga 5 euros de ticket para entrar no centro) ou Roma é uma experiência de que você não precisa e uma perda de tempo.

Dirigir nas rodovias da Itália não é difícil e principalmente o Norte é muito bem sinalizado. Existe também a possibilidade de trazer o próprio navegador com o mapa rodoviário da Itália já baixado.

Comparação de uma viagem Milão-Roma no RouteRank (clique para aumentar)

Existem sites, como o RouteRank que calculam a diferença de custo e tempo (e até a quantidade de emissão de CO2) entre as viagens de carro, trem e avião.

Dito isso, escolha o seu melhor modo de viajar e boa viagem!

Se você optar pelo aluguel do carro, pode fazer a reserva com o nosso parceiro Rentalcar.

*Esse post contém link para afiliados (Rentalcar, RailEurope e Booking). Para saber sobre nossa política de monetização, clique aqui.